terça-feira, 16 de Junho de 2015 12:23h

FIES terá novas regras no segundo semestre

Para o diretor da Faculdade Pitágoras, é importante que o calouro esteja aprovado no Vestibular quando sair o novo edital

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou, na última semana, que o aumento de juros do Fundo de Financiamento Estudantil, o FIES, é uma das hipóteses atualmente em estudo no Ministério da Educação. Em audiência na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, em Brasília, Janine afirmou que informações concretas sobre aumento dos juros do programa são "especulações", porque o MEC ainda está em fase de estudos e simulações.
O FIES financia cursos de ensino superior de estudantes brasileiros em instituições privadas. Os juros cobrados atualmente são de 3,4%, e os estudantes só precisam começar a pagar o valor financiado dois anos após concluírem o curso. Algumas fontes ligadas ao MEC ventilam a possibilidade do MEC passar os juros para algo em torno de 6% ao ano, diminuindo o tempo de carência. Segundo o diretor da Faculdade Pitágoras de Divinópolis, prof. Francisco Resende, ainda seria um produto muito vantajoso. “Se considerarmos que a nossa taxa de juros anual está acima de 13% ao ano, este FIES remodelado ainda seria uma ótima opção para quem quer fazer um curso superior”, avalia.
Números do FIES

Entre 2009 e 2014, cerca de 1,9 milhão de contratos foram firmados. No primeiro semestre de 2015, outros 252.442 contratos foram fechados. Nos próximos dias, o MEC vai anunciar as datas desta segunda edição do FIES, após liberação de novas verbas. O diretor da Faculdade Pitágoras dá uma sugestão aos postulantes do novo financiamento. “É importante que o calouro faça o Vestibular Agendado da instituição e já esteja aprovado quando o edital for publicado. Assim, ele ganhará tempo para poder reunir a documentação e tentar o financiamento no SISFIES”, afirma.
Segundo o Ministro Janine, ainda não há um número de novos contratos definido para a segunda edição do Fies em 2015, mas a quantidade de vagas não deve chegar à metade dos 252 mil contratos firmados no primeiro semestre. De acordo com dados do MEC, na edição que terminou em abril, 178 mil estudantes iniciaram o processo de solicitação de contrato de financiamento, mas não foram atendidos.
Possíveis novas condições

A segunda edição do programa para novos contratos ainda está indefinida. Os únicos financiamentos garantidos pelo MEC são os já vigentes, que foram assinados até o fim de 2014. Entre outras mudanças anunciadas na última semana está a limitação da renda familiar dos estudantes que queiram participar do programa. Atualmente, o Fies atende alunos com renda familiar de até 20 salários mínimos, embora, segundo o MEC, 92% dos contratos tenham sido firmados com alunos com renda de até três salários mínimos. “Por isso é importante que os calouros do segundo semestre de 2015 já agendem seu Vestibular e esteja na base de aprovados, pois as vagas serão bastante limitadas, e a rapidez no processo será fundamental”, conclui o diretor da Faculdade Pitágoras. Para agendar o vestibular na instituição, o candidato deve ligar no telefone (37) 2101 4877 ou acessar www.vestibularja.com.br.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.