quinta-feira, 3 de Março de 2016 09:42h Atualizado em 3 de Março de 2016 às 09:43h. Mariana Gonçalves

Funcionários da VLI e agentes de saúde realizam limpeza em torno da linha férrea

A meta agora é acabar de vez com o mosquito Aedes Aegypti, todo o município está mobilizado com esta luta

A VLI, empresa que controla a Ferrovia Centro-Atlântica, promoveu ontem, em parceria com a Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), ações de combate ao mosquito da dengue, abrangendo o perímetro urbano do município.

 

 


As atividades foram iniciadas próximo ao campo de futebol do Flamengo, no Niterói, na ocasião, os trabalhadores da ferrovia se reuniram lá junto a agentes de saúde para receberem as orientações necessárias e também os materiais a serem usados para coletar os lixos. Segundo o relações institucionais da VLI, André Elesbão, o momento é de unir forças contra o mosquito, fazer tudo o que for possível para retirar das ruas materiais que sirvam de criadouro para as larvas. “A situação é sempre preocupante! Fazemos limpezas rotineiras na linha, mas agora, nessa época do ano, como tem chovido bastante, o mato tem crescido muito rápido, e a população tem feito um descarte de lixo próximo à linha, que também acaba se transformando em foco do mosquito, essa é nossa preocupação, não deixar com que esse resíduo descartado se transforme em criadouro de dengue”, pontua.

 

 


Os trabalhos consistem em reforçar ações de capina, fazer a limpeza e coleta de objetos descartados ao longo da linha férrea, com a ajuda de duas retroescavadeiras. Junto com agentes de saúde e integrantes da comunidade, os funcionários da ferrovia irão também percorrer a área central da cidade e visitarão residências para promover a conscientização da população sobre a doença e os riscos de acumular e depositar irregularmente lixo em casa, nas ruas e nos trilhos da ferrovia.

 

 


As equipes ainda passarão orientações aos moradores através de materiais educativos, com dicas de cuidados para evitar a proliferação do mosquito. “Serão três dias de trabalho, além disso, colocamos oito caçambas em torno de oito cruzamentos de ruas com a linha férrea, onde a população será convidada a retirar os entulhos, o que pode gerar esse foco do mosquito na casa delas e depositar nessa caçamba”, completa André.
As caçambas ficarão à disposição da população no fim desta semana, nas seguintes passagens de nível: Gerdau, Mateus Leme, Flamengo, São Marcos, Esplanada, Contorno (atrás da oficina da VLI), Amazonas e bairro São José.

 

 

 

FORÇA TAREFA

O secretário municipal de saúde, Davi Maia, também esteve presente e comentou sobre essa parceria com a VLI. “A atuação da rede ferroviária em Divinópolis tem cem anos e comemora hoje com uma ação social de grande importância nos trilhos, eles estão recolhendo lixo urbano, isso que é o que mais nos preocupa, porque tudo o que temos retirado dos bairros, das áreas urbanas, são originários da população, então a gente pede encarecidamente que a população também faça adesão a essa campanha”, diz o secretário.

 

 


Davi destacou ainda que, neste fim de semana, será realizado um mutirão com a presença dos agentes de saúde, dos agentes comunitários e população em geral nos bairros Belvedere, Belo Vale e Danilo Passos. “Vamos fazer também o chamado bloqueio em torno dos hospitais da cidade, nesse final de semana será no entorno da UPA 24h e do Hospital São João de Deus, nos outros finais de semana, partimos para outros hospitais. Haverá uma ação com mobiliárias da cidade, como a Casa Nova, que estará vistoriando os seus imóveis fechados, estamos com muitas ações de mobilização. Estabelecemos até a Semana Santa como um momento chave para o controle da possível epidemia de dengue, Chikungunya e Zika”, encerra.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.