quinta-feira, 18 de Junho de 2015 12:39h Atualizado em 18 de Junho de 2015 às 12:42h.

Funcionários de instituição estão sem salário por falta de repasse da Prefeitura

A Instituição Acolhedora Casa de Maria Mãe e Mestra tem um convênio com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que não repassou a verba

O salário dos funcionários da unidade feminina da Instituição Acolhedora Casa de Maria Mãe e Mestra está atrasado desde o dia 8 de junho. A instituição tem um convênio com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semds) desde setembro do ano passado e atende dez meninas, entre 12 e 17 anos, que estavam em situação de risco.
Segundo o missionário Matheus Henrique Dias, esta não é a primeira vez que a secretaria atrasa o repasse de verbas. Ao todo, são 21 funcionários responsáveis pelo abrigo, divididos em: coordenador, psicólogo, assistente social, educador social, cozinheira e cuidador social. O missionário explica que o serviço deveria ser feito pela Prefeitura de Divinópolis, porém, sem estrutura, o órgão procurou o projeto Missão Maria de Nazaré, para desenvolver o trabalho com as meninas, uma vez que o projeto já era feito desde 2012 com os meninos.
Após a assinatura do convênio, ficou estabelecido que a Prefeitura arcaria com o aluguel da casa, o salário dos funcionários e os encargos. “A gente [Missão Maria de Nazaré] paga água, luz, alimentação, internet, roupas, material escolar. Todos os meses é isso. A gente espera até o dia 15 para cobrar o repasse da Prefeitura. Todo mês é essa luta, os funcionários já chegaram a ficar dois meses sem salário”, revela.
Matheus informa ainda que o projeto tem até o quinto dia útil para depositar o salário dos funcionários e, com o constante atraso, o CPF de alguns trabalhadores já foi negativado. “São pais de famílias, que já tiveram seus nomes negativados. Quando eles recebem o salário é juro em cima de juros. E se amanhã os funcionários falam que não vão vir trabalhar? Como que nós vamos fazer?”, indaga.

 

CONTATO
De acordo com o missionário, ele já procurou a Secretaria para saber o motivo do atraso e uma previsão para o depósito, mas não conseguiu atendimento. “Eu não me lembro de um mês que a Secretaria depositou o dinheiro na data certa. Hoje na parte da manhã o pessoal tentou entrar em contato com o secretário municipal, Paulo dos Prazeres, e não conseguiu falar com ele”, lamenta.
Nossa reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Divinópolis e fomos informados que o pagamento será efetuado hoje.

 

Crédito: Missão Maria de Nazaré

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.