quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015 09:32h Atualizado em 22 de Janeiro de 2015 às 09:33h.

Hospital São João de Deus entrega Centro de Estudos aos alunos e residentes

O Hospital São João de Deus entrega nesta semana para os acadêmicos e residentes um novo espaço para estudos e atividades

Trata-se do CESJOD, Centro de Estudos São João de Deus, um novo local para que possam desenvolver seus trabalhos com todo conforto e suporte técnico exigidos pelo Ministério da Educação e Cultura - MEC.
A estrutura oferecida aos alunos é composta por três setores: secretaria, biblioteca e sala de aula com vinte lugares, além de uma sala para discussão e reuniões, uma copa e dois banheiros. O mobiliário foi adquirido através de parcerias com o Hospital São João de Deus, UFSJ - Campus Centro Oeste e Universidade de Itaúna. De acordo com Dr. Júlio César Veloso, diretor clínico do Hospital São João de Deus e idealizador do projeto, o Centro de Estudos é registrado como pessoa jurídica do terceiro setor, e está apto a receber recursos financeiros para promover eventos acadêmicos e científicos dentro do hospital e expandir futuramente suas instalações. “Como o CESJOD é uma empresa sem fins lucrativos, ela mesma pode angariar fundos para a sua manutenção, adquirir aparelhagem para construção, movimentação e patrocínio. Ele pode também patrocinar estudantes, residentes, ou outros profissionais para cursos e congressos e promover simpósios. As empresas também podem contribuir para a melhoria do nosso espaço. Temos a ideia de ampliá-lo futuramente e depois, com o tempo, ter um auditório próprio para a realização de eventos como nos grandes hospitais”, revela.
A administração do CESJOD ficará a cargo de sua diretoria, eleita sob votação em assembléia do Corpo Clínico do HSJD e pela COREME - Comissão de Residência Médica. A secretaria será composta por duas profissionais e terá uma comissão composta por presidente, vice-presidente e tesoureiro. “É um sonho muito antigo, já de outros diretores do Hospital. Já estamos finalizados com relação à inscrição do CNPJ e agora partimos para a divulgação. Criamos uma comissão, sem fins lucrativos, onde todos os membros podem promovem ações voltadas para as áreas cientificas e acadêmicas”, explica Dr. Júlio.
O Centro de Estudos estará aberto para todas as especialidades da área da saúde e trará diversos benefícios para os residentes como o acesso à internet pelo sistema CAPES, e ao sistema de pesquisa dentro da área cientifica. De acordo com Dr. Júlio, o centro vai beneficiar não só os alunos das Universidades Federal e Itaúna, mas também aos residentes e qualquer outro profissional que esteja interessado dentro da área científica. “A comunidade também será beneficiada indiretamente, pois promovendo a área de pesquisa e de ensino estaremos estimulando o cuidado. O residente que vai formar aqui, pode se integrar ao hospital. Sem duvida nenhuma vai ser um beneficio muito grande para toda a comunidade, inclusive para a nossa instituição já que a ideia vem comungar junto com a Ordem Hospitaleira, de promover a área de ensino, estudos e pesquisa”.
Para Daniel Gontijo Lacerda, médico residente em anestesiologia, o CESJOD será um complemento para os estudos, possibilitando o seu aperfeiçoamento profissional. “Será um espaço muito importante para nós médicos, porque a residência é composta pela parte prática e teórica. Portanto será um local para qualificarmos a parte teórica, através dos estudos, discussão de casos clínicos e acesso à internet, que nos propicia o acesso aos artigos científicos. Enfim um local para enriquecimento da nossa residência, melhorando a nossa qualificação.
Visita MEC
Sobre a última visita de representantes do MEC na instituição, ocorrida no dia 30 de dezembro, Dr. Júlio revelou que haverá ampliação de vagas para residências médicas já autorizadas pelo Ministério da Educação e Cultura e se mostrou otimista com a entrega do CESJOD. “Para credenciamento de hospital de ensino, duas coisas são importantes, um Centro de Estudos adequado para os residentes e um maior número de vagas para residências. Este número de vagas nosso vai aumentar a partir de agora e com a conclusão do nosso Centro de Estudos eu acredito que o nosso pedido para tornarmos hospital de ensino não terá a possibilidade de ser indeferido”.

 

Crédito: Divulgação HSJD

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.