terça-feira, 16 de Junho de 2015 11:10h Mariana Gonçalves

Hospital veterinário lança campanha “Castrar - um Ato de Amor”

Principalmente aqui em Divinópolis é possível notar claramente que a população de cães e gatos tem crescido bastante

Infelizmente nem todos esses animaizinhos conseguem um lar, daí a grande maioria são abandonados nas ruas, enfrentam frio, maus tratos e até fome. Uma realidade triste, mas verdadeira. Com o objetivo de contribuir com o controle populacional desses animais no município, um hospital veterinário da cidade lançou neste mês de junho a campanha “Castrar - um Ato de Amor”. Segundo o veterinário Cristiano Silva, o trabalho visa conscientizar os cidadãos de que hoje a castração, tanto de fêmeas quanto de machos, é a única forma humanitária de controle populacional.

“Pelo nosso trabalho, sabemos que em cada dez cachorrinhos que nascem, nove deles vão parar na rua porque não encontram um lar. O hospital reconhece e admira o trabalho das pessoas e ONGs que retiram esse animais das ruas para cuidar, no entanto, é preciso evitar que eles morem nas ruas. Daí temos uma questão de prevenção”, pontua.

A campanha consiste no seguinte: durante todo o mês o hospital irá oferecer preços promocionais para quem quiser castrar o seu animal. “Nós tiramos todo o nosso custo de mão de obra para colocar a castração num preço bem popular. Estamos com uma tabela de valores com quase 50% de desconto nas castrações. Dividimos no cartão, caso o cliente precise”, explica o veterinário.

A ação irá ocorrer até o fim de julho. Os interessados podem entrar em contato com a equipe do hospital por meio do telefone (37) 3221-8658.

SEGURANÇA

A castração é realizada por meio de um procedimento cirúrgico e, como tal, requer diversos cuidados, que são de responsabilidade do proprietário do animal e do estabelecimento em que ele está submetendo o bichinho a essa cirurgia. O veterinário salienta que a castração deve ser feita dentro de um hospital com bloco cirúrgico adequado. “É como você fazer uma cirurgia plástica dentro de uma clínica que não tem estrutura, ou seja, o risco de algo dar errado é muito grande. Então eu gosto de explicar da seguinte forma: existe risco? Sim, mas tentamos diminuir ao máximo esses riscos, por meio de exames pré-cirúrgicos, porque com esse exame eu consigo ver o estado de saúde em que está o animal. Por exemplo, se o exame detectar que ele tem anemia, então não pode haver a castração enquanto ela não for tratada. Se o animal tem mais de sete anos de idade, e tem suspeita de alteração cardíaca, então é necessário que se faça um eletrocardiograma antes, tudo isso para diminuir os riscos”, afirma.
O profissionalismo da equipe também é algo de grande relevância no procedimento. Ainda de acordo com o veterinário, o hospital conta com médicos altamente qualificados. E uma estrutura eficiente no que diz respeito a esse e outros procedimentos cirúrgicos.

BENEFÍCIOS

O ato de castrar pode trazer inúmeros outros benefícios, tanto para o seu cão quanto para o seu gato, como a prevenção de doenças como tumores prostáticos, mamários e uterinos. Os animais castrados têm menor probabilidade de desenvolver um comportamento agressivo e, muitas vezes, a castração é indicada com a finalidade de diminuir a agressividade em cães e gatos.

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.