quinta-feira, 23 de Agosto de 2012 15:15h Mariana Gonçalves

Inadimplência entre empresas apresentou queda em 2012

O  Serasa Experian realizou um levantamento das obrigações financeiras das empresas no final do mês passado. O  número de empresas brasileiras que estão em dia com as contas subiu 8,5% em julho comparado ao mesmo período de 2011. 
Em janeiro deste ano, a inadimplência chegou a 26,7%, comparada ao primeiro mês de 2011. Em fevereiro, a elevação ficou em 18%, e em março foi de 18,8%. A queda da inadimplência teve início, conforme o  Serasa, no mês de maio, quando o crescimento registrou 13,2% comparado ao mesmo mês do ano anterior. Em junho, a elevação foi de 11,4%  também em relação ao mês equivalente do ano anterior
O movimento de baixa iniciado em maio foi impulsionado pelo menor endividamento dos consumidores, quando no início do ano houve um pico na inadimplência dos consumidores. Com os cortes de juros promovidos pelo governo, que tiveram início em agosto de 2011, muitos consumidores começaram a regularizar suas dívidas. Mas, conforme explica a pesquisa, agora esses consumidores já estão  voltando a prática do consumo, o que é muito importante para o financeiro  das empresas.

 


Nos sete primeiros meses do ano, o valor médio das dívidas não bancárias foi R$ 775,69 , alta de 5,4% em relação ao mesmo acumulado de 2011. Os débitos com bancos apresentaram uma média de R$ 5.284,27, resultado que representa uma elevação de 4,4% ante o mesmo período do ano anterior. O valor médio dos títulos protestados foi R$ 1.940,35, com elevação de 10,7%. Os cheques protestados foram de, em média, R$ 2.200,81, representando um aumento de 6,3% ante o acumulado de janeiro a julho de 2011. Os valores citados acima correspondem apenas às empresas que estão regularizadas na condição de empresas formais.

 

 


INCENTIVO

 


De acordo com a coordenadora do Sebrae, Glaura Figueiredo, o Sebrae sempre incentiva e procura instruir aquele empreendedor a sair da informalidade. De acordo com dados disponibilizados pelo Sebrae/Divinópolis, o estado de Minas Gerais atingiu até esta data, um total de 281.355 formalizações. Nestes sete primeiros meses de 2012  já alcançou a marca de 93.800 empreendedores individuais formalizados.

 


Analisando o cenário nacional, nestes sete primeiros meses do ano já foram formalizados  833.388 novos empreendedores individuais. Em números totais já existem no Brasil 2.728.921 empreendedores regularizados, dos quais 54% , segundo a responsável pelo Sebrae, estão concentrados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

 


Em Divinópolis já são 3.279 empresas formais, “ o que demonstra a forte o espírito empreendedor dos divinopolitanos”afirma Glaura Figueiredo. Em relação aos setores econômicos, o comércio varejista de roupas e acessórios continua liderando o ranking das atividades escolhidas para a formalização de negócios, concentrando 11,59% do total em Minas Gerais, seguido do segmento de cabeleireiros, com 7,72%.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.