segunda-feira, 25 de Maio de 2015 11:21h

Informações sobre biossegurança foram esclarecidas em encontro com manicures

Dando continuidade ao projeto “Promoção da Consciência Sanitária”, foi promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa)

Dando continuidade ao projeto “Promoção da Consciência Sanitária”, foi promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), por meio do Serviço de Vigilância Sanitária, da Diretoria de Vigilância em Saúde o curso com o tema “Saúde e Beleza andam juntos” para as manicures que atuam em domicílio.

Os trabalhos foram abertos com a palestra “Ergonomia e Ginástica Laboral – Conscientização do Trabalho das Manicures, feita pela fisioterapeuta especializada na saúde do trabalhador, Grazielle Siqueira Mattar. Ela ensinou as participantes técnicas de ginástica laboral. De acordo com a fisioterapeuta, os exercícios, são fáceis, práticos e devem ser feitos com frequência. “Adotando-os diariamente evita-se desgastes que podem vir pela postura inadequada adotada na execução do trabalho”, diz Grazielle. Além disto, ensinou a automassagem que é relaxante.

Na sequência a coordenadora da Vigilância Sanitária, Andréia Dellarett, repassou informações importantes relacionadas à segurança, tanto da manicure, como de suas clientes. “É necessário zelar pela limpeza, desinfecção e esterilização dos materiais utilizados conforme sua criticidade, pela utilização de produtos registrados/notificados na Anvisa e da correta higienização das mãos, além do uso de equipamentos de proteção individual (EPI)”, comentou. Na sua exposição Andréia salientou que os instrumentos de trabalho, como os alicates e espátulas de metal, não devem ser só higienizados, pois se tratam de artigos que necessitam de esterilização, que é o processo adequado para eliminar os microorganismos que podem causar doenças como a hepatite B e C e até mesmo a AIDS e que, os materiais como lixas e espátulas de madeira devem ser descartados após o uso.

O encontro serviu para que as profissionais da beleza se informassem sobre os procedimentos e condutas adequadas para segurança no desenvolvimento do trabalho, sendo oportuno para tira suas dúvidas. Esta iniciativa da SEMUSA foi bem avaliada pelos seus participantes.
“O encontro tirou muitas dúvidas que eu tinha. A maioria das manicures não recebem este tipo de informação e, portanto, não tem este conhecimento. Aprendemos muito. Principalmente de como proceder para desenvolver a profissão de forma segura, sem o risco de contágio de doenças que não vem só pelo sangue. Participar deste encontro foi realmente proveitoso”, destaca Rosinéia Silveira que há anos trabalha como manicure.

De acordo com a Semusa, serão realizados outros encontros como este. A intenção é contar com cada vez mais participantes.

Crédito das Fotos: Rodrigo Dias

Leia Também

Imagem principal

24 de Janeiro

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.