sexta-feira, 10 de Julho de 2015 13:05h

Invenção dos Sonhos II estréia com novas cenas e surpreende público

Espetáculo do Fazendo Arte lotou o Teatro Municipal no primeiro dia de apresentação

A estréia do espetáculo “A Sétima Arte - Invenção dos Sonhos II” do Projeto Fazendo Arte registrou lotação máxima no Teatro Municipal Usina Gravatá, na noite desta quinta-feira (09/07). Após quase sete meses da primeira apresentação, a peça teatral voltou com novos figurinos, coreografias, músicas e surpreenderam os convidados pela qualidade técnica dos 250 alunos.

O aposentado Francisco Carvalho, 79 anos, pensou que seria uma apresentação qualquer de viola do neto Victor, de 11 anos, e se surpreendeu com o espetáculo. “Não imaginava que seria desta maneira. Muito bom e profissional a apresentação. Adorei a parte da viola caipira”, contou o Francisco.

Edmar Viera tem um filho no projeto e  acompanha todas as apresentações do filho no hip-hop. “No ano passado já tinha sido excelente a apresentação e neste ano foi ainda melhor. Continuo apoiando e sempre apoiarei meu filho a participar do projeto, pois à cada dia ele melhora na disciplina e na atenção”, destacou.

A diretora artística do Fazendo Arte, Lene Pereira, explica que o espetáculo superou o do ano passado pela experiência dos alunos,  algumas modificações nos figurinos, coreografias e inclusão de novas cenas. “A reapresentação deste ano foi melhor pois os jovens chegaram com mais experiência para apresentação. Neste espetáculo tivemos mais segurança porque sabemos o que funciona. Diferente quando o espetáculo é novo. Abrimos oportunidades para novos alunos e iniciantes estrearem com cenas inéditas. Nessa edição tivemos a cena da Noviça Rebelde que completa o cinquentenário e também tivemos o Transformes diferente na coreografia do hip-hop, aliás todas as cenas vieram com pouco a mais”, explicou.

O espetáculo faz homenagem ao cinema.  A peça teatral inicia com quatro jovens encontrando a personagem Doroti, do filme Mágico de Oz. À partir deste momento a apresentação passa por filmes consagrados como “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, o filme brasileiro “Central do Brasil” e o americano “Cantando na Chuva”. “Tropa de Elite” e “Chicago” também recebem homenagem do projeto. Charles Chaplin, além de Titanic e Grease completam a lista dos filmes homenageados na “A Sétima Arte - Invenção dos Sonhos”.

Para coordenadora do Fazendo Arte, Lenir de Castro, a emoção dos jovens e os aplausos foram dos pontos fortes. “É contagiante ver os jovens se apresentando com tanta empolgação e emocionando a platéia. O espetáculo conseguiu mostrar o brilho e encantou a todos. Fizemos um trabalho com carinho e muita dignidade para que os alunos recebam seus convidados para a  estréia. Tudo funcionou bem na apresentação”, destacou.

A Sétima Arte - Invenção dos Sonhos II” ainda será apresentado nesta sexta-feira (10/07), sábado (11/07) e termina no domingo (12/07), no Teatro Municipal Usina Gravatá, às 19h30.

 

Projeto

O projeto incentiva a arte desde 2002 através das oficinas de artes plásticas, flauta, violão, canto, teatro, viola caipira, teatro musical, contação de histórias, danças (Balet / jazz/ folclóricas / hip-hop), percussão e canto popular. O projeto Fazendo Arte é patrocinado pela Gerdau, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. A gestão é da Associação Cultural, Educação, Social e Artística (Acesa), além de apoio da Prefeitura de Divinópolis, através das secretarias municipais de cultura e educação. O Centro Diocesano de Divinópolis e TV Integração também são apoiadores do Fazendo Arte.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.