sexta-feira, 12 de Agosto de 2016 13:57h Pollyanna Martins

Jovem desaparecido é encontrado em Igarapé

Lourenço Marques Santos estava desaparecido desde a última segunda-feira (8) e foi encontrado por um policial militar em Igarapé

POR POLLYANNA MARTINS

pollyanna.martins@gazetaoeste.com.br

 

O adolescente, de 15 anos, Lourenço Marques Santos, que estava desaparecido desde a última segunda-feira (8), foi encontrado no fim da tarde dessa quarta-feira (10) em Igarapé. De acordo com o delegado, Marcos Henrique Mont’Alverne, o jovem, que morava com a mãe e o padrasto, fugiu de casa na madrugada de segunda, por conflitos familiares.

Conforme Mont’Alverne, o registro do desaparecimento do jovem foi feito na manhã do dia 8, logo após quando a mãe dele notou o seu sumiço e o adolescente foi incluído no banco de dados de desaparecidos do Estado. “Qualquer policial das forças de segurança do Estado que o consultasse na rua por qualquer motivo, iria ser dado o alerta no sistema como desaparecido”, explica.

Segundo o delegado, Lourenço relatou que saiu sozinho de casa a pé, com alguns pertences e caminhou pela MG-050. De acordo com Mont’Alverne, o adolescente não dormiu no primeiro dia da fuga e caminhou até a balança, onde pegou uma carona que o levou até a BR-381. No segundo dia, o adolescente dormiu em um posto de gasolina e continuou a caminhada. “De lá, ele saiu caminhando até a cidade de Igarapé, onde ele foi abordado por um policial militar na rua, que suspeitou da ação dele”, conta. Conforme o delegado, o policial militar suspeitou, pois Lourenço é jovem, e estava bem vestido. O policial abordou o adolescente e começou a conversar com ele e, após o diálogo, consultou o banco de dados do Estado. “No sistema estava o alerta de que o jovem estava desparecido, foi feito o contato conosco e com a família. Nós fomos lá para poder trazê-lo de volta para Divinópolis”, relata.

De acordo com Mont’ Alverne, o garoto chegou à Divinópolis no início da noite de quarta-feira (10) e foi definido com qual familiar ele ficaria de maneira provisória. Para não expor a família, o delegado disse apenas que o jovem fugiu por conflitos familiares e uma investigação será feita para apurar os motivos da fuga. “A princípio, foi por conflitos familiares, e é a única coisa que nós podemos adiantar. O jovem está na casa de um parente”, finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.