sábado, 13 de Fevereiro de 2016 05:47h Atualizado em 13 de Fevereiro de 2016 às 05:47h. Pollyanna Martins

Mais de 100 municípios mineiros já estão com epidemia de dengue

Apesar do aumento no número de casos, Divinópolis não está em epidemia da doença.

A Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) divulgou ontem (11) um balanço com os números de casos notificados de dengue, e os dados deixam a cidade em alerta. Até o momento, já foram notificados 358 casos de dengue em Divinópolis. Apesar de os casos notificados estarem altos em comparação com 2015, a diretora de vigilância em saúde, Celina Pires, explica que a situação é preocupante, mas o município ainda não está em epidemia de dengue. “Os números estão altos, porque são comparados com 2015, quando nós reduzimos os números de casos de dengue em Divinópolis, mas os casos de dengue ainda estavam em alta em outros municípios”, esclarece.

 


De acordo com a diretora, o trabalho de combate a dengue foi intensificado no ano passado, quando Divinópolis se restabelecia da epidemia enfrentada em 2014. Celina esclarece ainda que, para estar em epidemia, precisa ter uma incidência superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes, mas o município está com uma taxa de 106 casos para cada 100 mil habitantes. Segundo a diretora, esse índice de incidência é feito por meio de um levantamento do número de casos a cada quatro semanas, instituído pelo "Plano de Contingência Municipal para o Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika”. “Nós diminuímos muito o número de casos [de dengue] no ano passado. Os números estão equilibrados, comparados com 2014, mas o ano passado nós diminuímos 56% o número de casos em Divinópolis. O nosso índice de incidências dessa semana está em 106,9, e só é considerado epidemia quando está acima de 300 casos”, detalha.

 


O governo federal anunciou que ia promover hoje o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti. A iniciativa tem como objetivo mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do Zika, que também é vetor da dengue e da Chikungunya. Em Divinópolis, o movimento não será feito, mas Celina explica que a ação já foi executada no município no último sábado (6), quando agentes visitaram as feiras da cidade, conscientizando a população, e que a Semusa não está esperando dados para fazer mobilizações. As ações de prevenção e conscientização são feitas constantemente no município. “A gente está trabalhando muito, a nossa força-tarefa está sendo feita com os agentes comunitários e os agentes de endemias diariamente”, reforça.

 


MINAS GERAIS
Mais de 100 municípios mineiros estão com epidemia de dengue. Segundo um levantamento feito pelo Estado de Minas e o Departamento de Estatística do Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 12% dos municípios – 104 no total – registraram taxa de incidência superior a 300 casos em uma população projetada de 100 mil habitantes. As cidades com maior taxa de incidência, os destaques em números absolutos, são: Cláudio, com 1.056 casos, Visconde do Rio Branco e Ubá, com 1.137 e 1.263, respectivamente, Coronel Fabriciano registrou 1.659 casos e Timóteo 1.146, ambas no Vale do Aço. Em Cláudio, cidade que já decretou situação de emergência, proprietários de imóveis com focos do mosquito Aedes aegypti serão multados. O valor da punição vai variar de R$ 100 a R$ 500, de acordo com a gravidade da situação nas propriedades fiscalizadas.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.