terça-feira, 8 de Setembro de 2015 09:33h Atualizado em 8 de Setembro de 2015 às 09:39h. Lorena Silva

Mais de 2 mil livros arrecadados com a Flid são doados à Biblioteca Ataliba Lago

Evento promoveu a troca de livros por ingressos para a programação.

Na manhã de ontem, os organizadores da Festa Literária de Divinópolis (Flid) entregaram à Biblioteca Municipal Ataliba Lago os mais de 2 mil livros arrecadados durante a segunda edição do evento, que foi realizado de 20 a 23 de agosto, no município.  Durante a Flid, os livros foram trocados por ingressos que permitiam ao público participar das atrações internas do evento no Teatro Usina Gravatá.
No ano passado, a mesma iniciativa arrecadou aproximadamente 1,5 mil obras para a Ataliba Lago. De acordo com a diretora da biblioteca, Geisa Grego, os livros ainda precisam ser catalogados e registrados, mas em breve estarão disponíveis para consulta e empréstimo ao público em geral. As obras também farão parte do projeto “Livro, Leve e Solto”, da Secretaria Municipal de Cultura, que distribui livros em ruas e praças de Divinópolis.
“Eu acho que a Flid, nessa segunda edição, veio consolidar uma Divinópolis mais literária, mais leitora, juntamente com a biblioteca pública através desse projeto ‘Livro, Leve e Solto’. Acho que o nosso objetivo é fomentar a leitura e a formação de novos leitores. Esse intercâmbio cultural é importante para os dois lados, porque com isso os leitores têm a oportunidade de conhecer um acervo melhor”, destacou a diretora.
De acordo com o curador e um dos organizadores da Flid, Juarez Nogueira, a Festa Literária e a doação à biblioteca são formas de se fomentar ainda mais a cultura e a prática da leitura no município. “São iniciativas que partem do princípio de que a obra literária tem que chegar à mão do leitor. Os livros que não são lidos eles não dizem às pessoas. Quando se desenvolve um projeto, como é uma festa literária, você tem que trabalhar com ações paralelas. E a Flid vem fazendo isso”, comentou.

 

FESTA LITERÁRIA
Durante quatro dias de Flid, foram realizadas diversas atrações, como bate-papo, apresentações artísticas, contação de história, lançamento de livros e encontro com autores. O evento contou com a presença de artistas de todo o país, dentre eles Elisa Lucinda, Leila Ferreira, Denise Emmer, Ângela Leite, Leo Cunha e Geovana Pires. Para Juarez, a segunda edição tem uma avaliação mais do que positiva.
“Acreditamos que demos um salto de qualidade, em relação à estrutura que foi montada, o número de atrações foi maior e a projeção que o evento ganhou, inclusive nacionalmente. Já está no calendário cultural da cidade, já estamos organizando a terceira edição e isso só reforça a ideia de que Divinópolis tinha um apelo, uma necessidade, de um evento como esse”, finalizou.

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.