sábado, 27 de Agosto de 2016 11:00h Atualizado em 27 de Agosto de 2016 às 10:22h. Mariana Gonçalves

Mais de cem divinopolitanos serão agraciados com Troféu Leitor Diamante

Será realizada hoje, por meio da Biblioteca Municipal Ataliba Lago, a entrega do Troféu Leitor Diamante aos 101 leitores que mais se destacaram na biblioteca em 2014 e 2015. A solenidade está prevista para 16h, no Teatro Municipal Usina Gravatá. Todos os homenageados receberão troféus e brindes e a solenidade terá como atração a Cia Borandá - palhaços, palcos e palavras.

Neste ano, organizadores do evento decidiram premiar 101 leitores, dentre eles crianças, adultos e adolescentes, que, durante os anos de 2014 e 2015, efetuaram um número elevado de empréstimos domiciliares de livros em todos os setores da Biblioteca.
De acordo com o agente cultural da biblioteca, Sérgio Resende, a estatística comprova que o evento é de vital importância para o estímulo do hábito de leitura e formação de novos leitores. “A ação cultural já provou ser fundamental para transformar o espaço da biblioteca num local de convivência da comunidade, destruindo a ideia errônea de depósito de livros empoeirados e contribuindo para a construção da vida cultural de nossa cidade”, afirma.

Há 18 anos, a Biblioteca Pública Municipal Ataliba Lago, através da Seção Infanto-Juvenil, vem premiando os leitores que, durante o ano, foram leitores assíduos, como forma de reconhecimento aos maiores frequentadores e os que não atrasaram na devolução dos livros.

 

PASSE ADIANTE

 

A leitura frequente ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita. A proximidade com este mundo, por sua vez, facilita a alfabetização e ajuda em todas as disciplinas, já que o principal suporte para o aprendizado na escola é o livro didático. Ler também é importante porque ajuda a fixar a grafia correta das palavras.

Quem é acostumado à leitura desde bebezinho se torna muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida. Isso quer dizer que o contato com os livros pode mudar o futuro dos seus filhos. Parece exagero? Nos Estados Unidos, por exemplo, a Fundação Nacional de Leitura Infantil (National Children's Reading Foundation) garante que, para a criança de 0 a 5 anos, cada ano ouvindo historinhas e folheando livros equivale a 50 mil dólares a mais na sua futura renda.

Pequenos passos, como deixar os livros ao alcance das mãos e ler pelo menos 20 minutos por dia, fazem toda a diferença. Algumas dicas práticas: Dê o exemplo e leia você também. É bom para você e excelente para seu filho, que seguirá seu modelo naturalmente. Deixe os livros à mão para ele folhear e inventar histórias. Livros têm de ser vividos, usados, não podem parecer objetos sagrados.

Reserve um horário para a leitura e transforme em um momento de prazer. Aconchegue-se com seu filho, leia para ele, mostrando as palavras. Quando ele crescer, ajude-o na leitura. Frequente livrarias e bibliotecas. Dê livros, gibis ou revistas de presente.
Comente sempre o livro com ele. Incentive-o a falar da história e contá-la para outras pessoas. Empreste livros para os amiguinhos dele. Estimule a troca e as conversas. Estimule atividades que usem a leitura - jogos, receitas, mapas.

 

ESTATÍSTICAS

 

O índice de leitura, apesar de ligeira melhora, indica que o brasileiro lê apenas 4,96 livros por ano – desses, 0,94 são indicados pela escola e 2,88 lidos por vontade própria. Do total de livros lidos, 2,43 foram terminados e 2,53 lidos em partes. A média anterior era de 4 livros lidos por ano. Os dados são da quarta edição da Pesquisa Retratos da Leitura no
Brasil.

Realizada pelo Ibope por encomenda do Instituto Pró-Livro, entidade mantida pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), Câmara Brasileira do Livro (CBL) e Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros), a pesquisa ouviu 5.012 pessoas, alfabetizadas ou não, mesma amostra da pesquisa passada. Isso representa, segundo o Ibope, 93% da população brasileira.

Para a pesquisa, é leitor quem leu, inteiro ou em partes, pelo menos 1 livro nos últimos 3 meses. Já o não leitor é aquele que declarou não ter lido nenhum livro nos últimos 3 meses, mesmo que tenha lido nos últimos 12 meses.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.