terça-feira, 17 de Março de 2015 11:25h Atualizado em 17 de Março de 2015 às 11:31h.

Manifestantes se reúnem em Divinópolis para pedir por mudanças políticas

As manifestações que ocorreram em todo o país no último domingo - com as propostas principais de pedir reforma política

As manifestações que ocorreram em todo o país no último domingo - com as propostas principais de pedir reforma política, o fim da corrupção e a saída de Dilma Rousseff da Presidência da República - também fizeram com que centenas de pessoas se reunissem em Divinópolis.  Com cartazes, cornetas e trajando principalmente roupas verdes e amarelas, os manifestantes percorreram as principais ruas da cidade pedindo por mudanças na política. Idosos e crianças também participaram do ato, cuja concentração foi na Praça do Santuário.
Organizado pelas redes sociais, o ato #VemPraRua Divinópolis contou com a participação de pelo menos três grupos diferentes, todos com propósitos semelhantes. Um dos grupos era organizado pelo estudante Flávio Zica, que reivindicava melhorias para o país. "O que tem acontecido envolve principalmente a baderna, a impunidade e a separação entre os poderes. Isso tem sido um desrespeito. Precisamos não de derrubar a presidente, mas cobrar que as fundamentadas bases da República sejam aplicadas e respeitadas", afirmou em entrevista ao G1.
Marcado para o mesmo horário e local, o evento “Fora Dilma” foi organizado pelo historiador Welber Skaull. "Não foram permitidas bandeiras e camisas de partidos políticos. Vândalos e black blocs se aparecessem seriam detidos e entregues à polícia pela própria população. Contamos com jovens, adultos e idosos  e pedimos a todos que fossem de verde e amarelo, com as cores do Brasil e as caras pintadas. Nosso intuito foi pedir o impeachment de Dilma Rousseff", disse também em entrevista ao G1.

 

PARTICIPAÇÕES
De acordo com estimativa da Polícia Militar, aproximadamente 1,5 mil pessoas participaram da manifestação. Dentre os participantes, estava a escritora Adélia Prado e o deputado federal, Domingos Sávio. Em sua rede social, o político deu uma declaração sobre o ato. “Aqui em Divinópolis está emocionante. Viemos milhares de pessoas na rua, em paz, defendendo o nosso país. É a força que a gente precisa para no Congresso Nacional, mesmo sendo minoria, a gente sentir que o Brasil está com a gente, nos dar força para que a gente possa continuar lutando lá.”
“Para defender o que é certo, para fazer um combate duro à corrupção. Para lutar e colocar na cadeia essa quadrilha que roubou não só a Petrobrás, mas está roubando a esperança do povo brasileiro. É isso que a gente sente agora. Há sim esperança, porque o povo não aguenta mais e quer fora o PT e fora a Dilma”, emendou Domingos. Ainda segundo a PM, o movimento foi pacífico e nenhuma ocorrência foi registrada. A manifestação foi encerrada na porta da Igreja da Catedral, onde os participantes cantaram o Hino Nacional e aplaudiram o ato.
Além de Divinópolis, houve manifestações em diversas outros municípios da região Centro-Oeste, como Pitangui e Itapecerica. Em Nova Serrana, de acordo com o jornal Gazeta de Nova Serrana, dezenas de pessoas se concentraram na Praça da Lagoa, no bairro Jardins do Lago. Em seguida o movimento seguiu pelo centro da cidade, rumo à rodovia federal BR 262. Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal a pista ficou fechada, nos dois sentidos, por alguns minutos.

 

ATO PRÓ-DILMA
Na última sexta-feira, militantes do PT e de movimentos sindicais promoveram um ato em apoio ao governo Dilma, em Divinópolis. Aproximadamente 30 pessoas, entre filiados do PT e integrantes de sindicatos, se concentraram na rotatória da Praça da Catedral com o objetivo de pedir a valorização da Petrobrás e a reforma política. O ato fez parte do “Dia Nacional de Lutas” como foi intitulado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

 

Crédito: Davi Lucas
Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.