sábado, 17 de Janeiro de 2015 05:15h Atualizado em 18 de Janeiro de 2015 às 15:03h. Mariana Gonçalves

Mato alto provoca aparecimento de animais peçonhentos, reclamam moradores

Situação se repete na Avenida Lago Azul, do bairro Interlagos, onde as manifestações de indignação em relação às condições precárias da rua voltaram a surgir

A Avenida Lago Azul, no bairro Interlagos, concentra residências apenas em um dos lados, pois do outro passa um córrego que está tomado pelo mato alto. Esse é apenas um dos problemas de quem mora nesse local, cuja indignação dos moradores, principalmente em relação à sujeira da avenida, já vem sendo mostrada pela Gazeta do Oeste desde 2013. De lá para cá, nada melhorou.
Na noite da última quinta-feira, um morador que não quis ter o nome divulgado teve uma surpresa ao chamar para dentro de casa os filhos que brincavam na rua. Uma cobra da espécie Coral estava bem próxima do portão. Ele conta que, assim que avistou a serpente, procurou uma pedra para matá-la e afastar o perigo.
Esta não é a primeira vez que o morador passa por essa situação. Em matéria anterior da Gazeta do Oeste ele contou que estava jogando futebol na rua com as crianças quando pisou em outra cobra, embora nada mais grave tivesse chegado a acontecer. Ainda assim tem incomodado a população que incidentes como estes estejam se repetindo frequentemente, colocando em risco a segurança de todos que passam pela avenida.
A dona de casa Maria José Teles de Oliveira conta que há tempos a Prefeitura não realiza a limpeza do local. “Com as recentes chuvas o mato cresceu mais, então precisamos de pelo menos cortar um pouco [o mato] porque está bem alto”, complementa Oliveira. O excesso de mato já encobriu o córrego, o que faz parecer para quem não conhece o local que o matagal está em um imenso lote vago.

 

CADÊ A ILUMINAÇÃO?
Não é de hoje que os moradores cobram a limpeza do espaço e todas as vezes a resposta obtida na Prefeitura de Divinópolis, por meio de assessores ou secretários, é de que a limpeza será feita. Entretanto, até o momento a promessa ainda não saiu do papel.
E a revolta é generalizada com o descaso com a avenida. Além da sujeira, a falta de iluminação pública tem tirado o sono da população, já que os postes da rua ficam distantes uns dos outros e isso compromete a claridade em vários trechos.

 

ESPERAR
Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, na próxima segunda-feira uma equipe da Secretaria de Obras fará a vistoria na Avenida Lago Azul para identificar as demandas relacionadas à limpeza do local. Já no que diz respeito à iluminação, a assessoria diz que está a cargo da população informar a Prefeitura sobre os pontos que precisam de melhorias ou reparos. Por isso o órgão conta com uma ouvidoria especial no atendimento dessas demandas, localizada na Rua Pernambuco, nº 60, no 3º andar.

 

 

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.