quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014 04:54h Atualizado em 13 de Fevereiro de 2014 às 04:58h. Mariana Gonçalves

Medidas socioeducativas é tema de seminário em Divinópolis

A cidade está sediando o seminário regional “Medidas Socioeducativas em Meio Aberto: Responsabilidade de Todos”.

Divinópolis está sediando o seminário regional “Medidas Socioeducativas em Meio Aberto: Responsabilidade de Todos”. O evento teve início na última terça-feira (11) e se encerra hoje. Conforme programação a partir das 9h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Rua Alagoas n° 60, será discutido o tema: Medidas Socioeducativas em Meio Aberto na prática, haverá a realização de uma oficina sobre a rede de atendimento e as medidas socioeducativas.
Já no período da tarde, das 14 às 17h ocorrerá a oficina sobre o Plano Individual de Atendimento (PIA). Após às cinco será feita a solenidade de encerramento do seminário.
Estão participando do encontro representantes de aproximadamente 50 municípios da região. Este seminário é uma das ações do projeto Portas Abertas, e tem a finalidade de qualificar e expandir as medidas socioeducativas em meio aberto no Estado.  Essa capacitação é voltada para os técnicos dos municípios que executam medidas socioeducativas, em geral, profissionais que trabalham nos Centros de Referência Especializada da Assistência Social (CREA) como assistentes sociais, psicólogos, advogados e pedagogos.
A diretora de Apoio e Fomento às Medidas Socioeducativas da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Pollyana Vieira, falou sobre o objetivo geral do encontro. “De uma forma geral nós buscamos com este projeto qualificar o atendimento. Nós queremos formar uma equipe que dê conta de fato de executar uma medida socioeducativa, que consiga construir uma responsabilização com cada adolescente e trabalhar o rompimento deste adolescente com sua trajetória infracional” diz.
Vieira destacou ainda a importância do debate entre os profissionais de várias cidades. “Nosso intuito é trazer informações e discussões, provocando esses técnicos para que tenhamos uma efetividade no cumprimento das medidas em meio aberto. Quando o técnico está na prática ele consegue desenvolver um conhecimento que se compartilhado, sem dúvida, traz muitos benefícios para a execução da medida” encerra.
Por falar em adquirir conhecimento, o psicólogo do CREAS de Divinópolis, Vinícius Fonseca, ressalta que quanto maior for a sabedoria do profissional, maior será o ganho das pessoas que precisam dos serviços do sistema. “Nossa expectativa é compartilhar nossas experiências e aprender com as experiências vividas pelos profissionais de outras cidades, para que possamos qualificar nosso atendimento. Com a qualificação do nosso trabalho, os usuários serão os principais beneficiados com a melhoria do serviço que é prestado” destaca.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.