quarta-feira, 28 de Outubro de 2015 11:55h

Meio Ambiente é pauta de eventos na FIEMG

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais Regional Centro-Oeste receberá, na próxima quinta-feira (29) dois eventos cuja pauta é a questão ambiental

A primeira ação será a palestra “Nova Legislação Ambiental do Estado de Minas Gerais” e será realizada no auditório da entidade, a partir das 8h.

 

A palestra será ministrada pelo Superintendente de Gestão Ambiental da CEMIG, Ênio Marcus Brandão Fonseca e pela Assessora Jurídica Ambiental da FAEMG – Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais, Ênnia Guedes Bueno. Na ocasião, será apresentado o Projeto de Lei 2.946/2015, que dispõe sobre o SISEMA – Sistema Estadual do Meio Ambiente. A proposta da nova legislação foi elaborada pelo Governo do Estado. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Sede da FIEMG Regional Centro-Oeste, pelo telefone (37) 3690-4400 ou através do e-mail eventosreg-co@fiemg.com.br.

Na parte da tarde, a partir das 14h será realizada uma Consulta Pública que apresentará o diagnóstico da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, cenários e prognósticos do Plano Diretor de recursos hídricos da Bacia do Rio São Francisco para o decênio 2016 a 2025, pelos técnicos da Nemus, consultora internacional que atua nas áreas do ambiente, do desenvolvimento e políticas públicas e da sustentabilidade, na Europa, África e América Latina. O evento é organizado pela Nemus, juntamente com o Comitê do Pará. Os interessados podem buscar informações com Regina Greco, Presidente do CBH Pará pelo telefone (37) 99194-7767.

Os encontros são abertos ao público. De acordo com o Analista Ambiental da FIEMG Regional Centro-Oeste, Túlio de Sá, a participação de representantes do setor industrial é de suma importância, uma vez que a discussão envolvendo o Plano da Bacia pode impactar nos usos e disponibilidade hídrica a ser outorgada. “As decisões que envolvem o Plano de Bacia podem alterar o trabalho da indústria, neste processo de elaboração são discutidos como exemplo usos múltiplos, conflitos e sustentabilidade da bacia. Outro ponto importante a se destacar é a aplicação dos recursos oriundos da cobrança que está próxima de ser implantada no em nossa bacia do rio Pará, com foco na sustentabilidade da bacia. Por isso é importante que os empreendedores participem desse momento de troca de conhecimento”, defendeu.

Governança Ambiental

Recentemente, o Presidente do Sistema FIEMG, Olavo Machado Júnior discorreu sobre o gargalo acumulado na área ambiental em Minas e seu impacto negativo no setor produtivo. Para Machado, o cenário atual não preserva, ao contrário, produz degradação ambiental e paralisa atividades econômicas. “O processo é dramático à medida que em que dificulta a concessão de licenciamentos para o setor produtivo e inviabiliza projetos”, enfatizou.

Atualmente, em Minas, estima-se que mais de R$ 5 bilhões de investimentos estejam à espera dos licenciamentos. São 2,7 mil processos de licenciamento ambiental, 14 mil outorgas para uso de recursos hídricos e 5,3 mil processos de intervenção florestal aguardando por decisão. De acordo com o Presidente da FIEMG Regional Centro-Oeste, Afonso Gonzaga, as ações que acontecerão na sede da entidade, em Divinópolis, na próxima quinta-feira são uma grande oportunidade para que empresários das indústrias da região tomem conhecimento sobre a nova Legislação Ambiental e seus impactos sobre o setor produtivo. “O conhecimento e a informação são ferramentas indispensáveis para o empresário gerir bem o seu negócio. É preciso conhecer as leis ambientais para tê-las a favor do negócio. É importante que o setor industrial se mobilize para participar”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.