sexta-feira, 30 de Setembro de 2016 17:22h Jotha Lee

Ministério Público inicia investigação para apurar atraso no cronograma de duplicação da MG-050

O Ministério Público do Es­tado de Minas Geais vai inves­tigar o atraso no cronograma das obras para a duplicação da MG-050, especialmente no trecho de 12 quilômetros do anel rodoviário de Divinópolis. O promotor Gilberto Osório Resende acaba de formalizar o procedimento preparatório, primeiro passo para a instau­ração de um Inquérito Civil Público (ICP). O alvo principal da investigação do MP será a construção do trevo de acesso ao Distrito Industrial, previsto no contrato assinado entre o governo do Estado, através da Secretária de Transportes e Obras Públicas (Setop) e a AB Nascentes das Gerais, conces­sionária da MG-050.

De acordo com o presiden­te da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), Leonardo Santos Gabriel, a concessionária, através de uma brecha contratual, se re­cusa a construir o trevo. “Essa é uma das primeiras ações da nossa gestão, já que essa de­manda há mais de cinco anos vem mobilizando políticos, órgãos competentes, forma­dores de opinião, porém sem sucesso”, afirma.

No dia 5 de julho, o pre­sidente da Acid protocolou ofício no MP solicitando a intervenção do órgão para o cumprimento do “Crono­grama de Execução das In­tervenções Obrigatórias” no trevo de acesso ao distrito industrial Coronel Jovelino Rabelo. Ontem, o promotor Gilberto Osório encaminhou ofício a Leonardo Gabriel, co­municando a instauração do procedimento preparatório.

PRAZO VENCIDO

De acordo com Leonardo Gabriel, o trevo que dá acesso ao distrito industrial consta do cronograma de execução das obras da Nascentes das Gerais e o prazo para a execu­ção da obra venceu no dia 2 de dezembro do ano passado. O contrato com o governo do Estado foi assinado em 2007, na primeira Parceria Público­-Privada em Minas Gerais para a concessão de uma rodovia à iniciativa privada. Segundo o presidente da Acid, a constru­ção do trevo é uma exigência para o reaquecimento econô­mico de Divinópolis. “Trata-se de uma demanda urgente das empresas, moradores e transeuntes para garantir a fluidez e segurança do trânsito naquele local, além de contri­buir para o desenvolvimento econômico do município. A melhoria do trânsito e a aces­sibilidade são fundamentais para atrair novos investimen­tos, manter empresas já exis­tentes, promover o desenvol­vimento do Distrito Industrial, gerar novos empregos e renda, promover a qualidade de vida dos moradores do bairro e do entorno”, assegura.

Outra preocupação do pre­sidente da Acid é a duplicação da MG-050 no trecho que cor­ta o município de Divinópolis. Para ele, a cidade vem sendo prejudicada diante outros municípios que já usufruem de rodovias duplicadas em ótimas condições de tráfego.

No dia 19 de outubro, o presidente da Associação Co­mercial voltará a se reunir com o promotor Gilberto Osó­rio. Léo Gabriel disse que vai acompanhar de perto a inves­tigação d o MP. “Nessa reunião com o promotor vamos refor­çar a urgência na execução das obras, tão necessárias para o desenvolvimento econômico de Divinópolis.”, finaliza.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.