quarta-feira, 27 de Maio de 2015 10:31h Mariana Gonçalves

Moradores de rua acampados e usuários de drogas têm espantado as famílias da Praça

Localizada no Centro de Divinópolis a Praça do Santuário é um dos locais de maior concentração de famílias, principalmente aos fins de semana

Enquanto os pais apreciam a natureza que cerca a Praça, as crianças aproveitam para brincar no local. No entanto, o movimento familiar no local tem diminuído bastante, uma vez que usuários de drogas e alguns moradores de rua que montaram acampamento no local têm afastado os pais e suas crianças. Essa situação inclusive já foi pauta de matérias anteriores feitas pela Gazeta do Oeste.

A equipe de reportagem esteve na Praça, mas os pais que estavam no local não quiseram dar entrevista com receio de sofrerem represálias. No entanto, as pessoas com quem conversamos nos relataram que fazem uso da Praça somente até um determinado horário na parte da manhã, porque têm medo da presença de usuários de droga no local. Aos finais de semana as famílias têm evitado passar muito tempo no local.

Em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Divinópolis, fomos informados que, em relação aos moradores de rua, uma equipe do serviço de acolhimento ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social irá até a Praça do Santuário para verificar a situação e assim tomar as medidas cabíveis. Ainda de acordo com a Prefeitura, as pessoas que estão montando barracas na Praça serão aconselhadas a deixarem o local. Caso seja do consentimento dos moradores de rua, a equipe os levará para o centro de acolhimento que funciona atualmente junto ao Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CapsAD), no imóvel do Sersam.

 

OLHO VIVO

Desde a instalação das câmeras do Projeto Olho Vivo em Divinópolis, a Polícia Militar (PM) conta com o auxílio das imagens capturadas pelas câmaras para agir contra o crime na cidade. Na Praça do Santuário, em pontos estratégicos existem duas câmeras e, segundo a PM, elas têm auxiliado em muito o trabalho. A Polícia está fazendo constantes abordagens e prisões na Praça.

Ainda segundo a PM, uma das câmeras estava com a imagem parcialmente prejudicada por causa de uma árvore, mas a central de manutenção foi acionada e os técnicos readequaram a posição da câmera. Agora os dois equipamentos apresentam um panorama completo de toda a Praça. Caso a população se depare com pessoas fazendo tráfico ou usando drogas, a Polícia orienta acionar o 190. Caso prefira, o denunciante não precisa revelar sua identidade.

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.