segunda-feira, 26 de Outubro de 2015 08:55h Atualizado em 26 de Outubro de 2015 às 09:00h. Thais Fernandes

Moradores denunciam o descaso no bairro São Bento

Com muito lixo nas ruas, falta de segurança e saneamento básico, moradores reclamam e dizem estar esquecidos pela governança

Devido à alta quantidade de lixo nas ruas, falta de saneamento básico e com o aumento na criminalidade, moradores do bairro São Bento reclamam e se sentem esquecidos pela governança do município, uma vez que várias reclamações foram feitas e as poucas providências que foram tomadas não foram suficientes.
A moradora Marli Aparecida Caetano Cunha mora no bairro há aproximadamente 20 anos e disse que sempre reivindicou seus direitos, porém não tem sido ouvida. “A entrada do bairro está muito feia, vai acabar se transformando em um lixão. Têm de tudo lá, desde móveis, animais mortos, lixo doméstico, até restos de açougue eu já vi. Quem joga lixo no local não é morador, são pessoas de outros bairros, porque recolhimento do lixo das casas daqui passa duas vezes na semana, então os nossos lixos estão sendo recolhidos, sendo assim, o lixo não é nosso. A Prefeitura que deveria enviar alguém para recolhê-lo e não a população viver com esse transtorno” comentou.
Marli frisou também que, mesmo após orientação repassada pela Policia Ambiental, alguns moradores ainda têm receio de denunciar. “Eu já fotografei, já briguei e já denunciei vários carros que vi jogando lixo no local, alguns eu até fiquei sabendo que receberam a multa, e fiquei contente por ver resultado, só que não são todos que lutam por melhorias, acredito que alguns devem ter medo de represália de quem joga o lixo, não sei ao certo”.
Já Maria Aparecida Evangelista, moradora há mais de 25 anos do bairro, além de reclamar do lixo, nos contou indignada sobre a falta de água e o aumento da criminalidade no bairro. “Aqui não tem água, eu pago meu imposto, e pago caro, para não ter saneamento básico. O bairro não é novo, ele é um bairro antigo e toda vez que procuramos ajuda, eles falam que ainda está em desenvolvimento, por isso não tem saneamento, isso é absurdo! É bom lembrar também que já foi descoberto desmanche de carro aqui, porque os criminosos pensam que, por se tratar de um bairro afastado, eles podem vir aqui e fazer o que quiserem, até o ano passado, a polícia aparecia de vez em quando, este ano, eu ainda não os vi no bairro”.

 

PROTOCOLO
A prefeitura de Divinópolis informou que para a denúncia de lotes vagos e limpeza, os moradores podem fazer o pedido pelo site da Prefeitura www.divinopolis.mg.gov.br  ou pelo setor de protocolo na sede da Prefeitura, situada na Rua Pernambuco, n° 60, Centro, e para denunciar descarte irregular de entulho/lixo, o procedimento é o mesmo, mas é necessário que o denunciante tenha uma foto da placa do veículo, preferencialmente com dia e hora, para que esta possa ser repassada à Polícia Militar, onde a autuação será elaborada.
Em conversa informal com a nossa reportagem, a assessoria do 23º Batalhão da Policia Militar de Minas Gerais informou, que está registrando todas as reclamações e estará realizando multa para os veículos que forem flagrados jogando lixo.

 

CRIMINALIDADE
A assessoria da PM respondeu, ainda, em conversa informal, que realmente há o registro quanto aos desmanches de automóveis, porém por trabalhar com demanda, é necessário um acionamento para o deslocamento da PM até o local.
COPASA
Em nota, a Copasa informa que “estuda a viabilidade de implantação de redes de distribuição de água e esgotamento sanitário, no bairro São Bento, em Divinópolis, por meio da política de Crescimento Vegetativo”.

 

 

Créditos: Thais Fernandes

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.