sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012 19:04h Atualizado em 25 de Fevereiro de 2012 às 08:33h. Flaviane Oliveira

Moradores espalham lixo e entulho nas vias públicas

No bairro São Sebastião há nascentes que estão encobertas pelo lixo. Ratos, cobras e outros animais peçonhentos são vistos constantemente na via pública onde há grande quantidade de lixo

A cena se repete, muito entulho, animais mortos e até móveis quebrados jogados na rua. Nos últimos meses a mesma situação se repete nos bairros divinopolitanos e não se limita somente a áreas periféricas. Além disso o mau cheiro nesses locais é intenso.
Dessa vez a reclamação partiu de um dos moradores do Bairro São Sebastião e o Bota Fora irregular fica nas proximidades da sede do SESI.
Apesar do lixo em excesso, a área é usada constantemente para o trânsito de veículos e pessoas que se sentem prejudicadas devido ao excesso de entulho no local. Um dos moradores contou à reportagem que a situação é ainda mais grave, pois no bairro há nascentes que estão encobertas pelo  lixo. Ratos, cobras e outros animais peçonhentos são vistos constantemente na via pública onde há grande quantidade de lixo. A reportagem esteve na Rodovia para saber como estava a situação e verificou que as reclamações dos moradores têm fundamentos, pois o lixo já toma conta da rua e atrapalha a passagem de pessoas e veículos. Além disso, alguns moradores colocam fogo nos restos de entulho fazendo com que as chamas se espalhem de forma desordenada.
A lei determina que todo aquele que for pego jogando lixo e entulho na via pública está passível de multa de R$11 mil reais, apreensão do veículo ou mesmo de máquinas usadas. Todas as pessoas que quiserem fazer denúncias ou informar sobre áreas tomadas por algum Bota Fora irregular deve entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente pelos telefones (37)3229-6545 ou pelo (37)3229-6594.

FALTA DE CONSCIÊNCIA
A reportagem entrou em contato com o engenheiro da Secretaria de Meio Ambiente, Erico de Bessa  Ribeiro para saber se a secretaria tem conhecimento da situação no Bairro São Sebastião. E de acordo com o engenheiro a área em questão figura uma situação complicada uma vez que se trata de via pública e de trânsito constante.
Erico ressaltou que toda pessoa que joga lixo no local está assumindo uma postura irregular. Apesar disso, fiscalizar quem deposita entulho no local não se trata de uma tarefa fácil, já que os responsáveis por despejar o lixo procuram atuar durante a noite ou em horários alternados justamente para evitar a fiscalização. O engenheiro lembrou ainda que a criação de bota foras parte da própria população que vai jogando o lixo em pequenas quantidade e acaba gerando uma área maior cheia de entulhos e assume aquele espaço como área de depósito de dejetos, o que representa a falta de consciência popular.
O local já foi limpo diversas vezes pela prefeitura, porém a situação se repete e tempos depois o espaço já se encontra cheio de lixo novamente. A previsão é de que secretaria de meio ambiente faça uma nova limpeza para retirar o lixo.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.