sábado, 30 de Junho de 2012 10:02h Flaviane Oliveira

Mototaxistas criam associação para regularizar a profissão em Divinópolis

Na tarde de ontem (29) vários mototaxistas e como motofrete se reuniram no auditório da Câmara de Vereadores para discutir pontos específicos sobre a regulamentação da profissão.

Na tarde de ontem (29) vários profissionais que trabalham como mototaxistas e como motofrete se reuniram no auditório da Câmara de Vereadores para discutir pontos específicos sobre a regulamentação da profissão. Após aprovação da lei que regulamenta o trabalho destes profissionais, alguns pontos específicos estão sendo discutidos para adequar a lei à realidade de Divinópolis. O uso de equipamentos de segurança, tempo de licença para o trabalho dos mototaxistas e a organização de uma associação foram debatidos.

 


Marcelo Pereira, que atua como mototaxista na cidade há 12 anos, falou do objetivo da reunião e de alguns pontos principais para a regulamentação da profissão, “Estamos aqui para definir quantos motoqueiros poderão trabalhar para poder regularizar nossa situação. As exigências estão dentro da lei Federal, ser maior de 21 anos, ter no mínimo dois anos de carteira e a documentação exigida” explica. A partir da adequação da lei, os mototaxistas serão registrados e terãoum cadastro para prestar o serviço.

 


Sobre as dificuldades encontradas hoje para o exercício da profissão, Marcelo fala daqueles que não atuam de forma regular e acabam por prejudicar a classe, “A dificuldade é os que não usam a profissão como trabalho. Tem muitos que usam para coisas ilícitas e nós queremos para regularizar isso” avalia.

 


O vereador Pastor Paulo César também esteve presente durante a reunião e falou da lei aprovada para regulamentar a profissão, “Todos os motoxistas de várias empresas estão se unindo seguindo a orientação da secretaria de Trânsito. Eles vão se organizar em Associação para discutir a aplicabilidade da lei que trata da profissão do mototaxista. Então em cima dessa assembleia eles começam essa regulamentação que estava sob responsabilidade da secretaria de trânsito, então agora com a Lei que já está em vigor na nossa cidade mais as resoluções do Contran, estarão agora tratando da regulamentação para a aplicação dessa lei e efetivamente teremos regulamentado a profissão” ressalta o vereador.

 


De acordo com o Pastor Paulo César, a lei que está em discussão foi aprovada em 2010 e já está em vigor, “Estávamos apenas aguardando a regulação da Settrans, mas a secretaria unida junto aos representantes achou melhor passar essa responsabilidade para os taxistas. Então agora eles se organizam para aplicar essa lei” avalia.

 

RESULTADOS

 


A reunião que se estendeu durante a maior parte da tarde de ontem (29), contou com a presença da maior parte das empresas e autônomos de mototaxi da cidade. Ao final da reunião, uma série de possíveis modificações foram apontadas e então serão repassadas para a secretaria municipal de trânsito. Foi criada ainda uma associação que recebeu o nome de Associação dos mototaxistas e motofretes que irá levar os pontos defendidos na assembleia para a secretaria de trânsito. O próximo passo será a realização de uma reunião, com data ainda a ser definida.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.