quinta-feira, 23 de Maio de 2013 07:35h Mariana Gonçalves

Movimento Gay comemora dez anos no município

Entre as festividades está a participação do Movimento Gay de Divinópolis,MGD, no desfile cívico de 1° de junho.

O Movimento Gay de Divinópolis,MGD, está comemorando 10 anos de atuação na cidade. Conforme José Marcelo Davi, presidente do MGD, já está sendo organizando a programação de aniversário que coincidentemente irá começar dentro das comemorações de 101 anos de Divinópolis. “Vamos participar do tradicional desfile cívico da 1° de Junho contando com a presença da Miss Gay, alguns casais homossexuais que irão oficializar a união com o casamento civil esse ano, além de estudantes da UFSJ”afirma.
Também na ocasião do dia 1° de junho o movimento irá lançar um jornal especial de aniversário contando toda a trajetória do MGD ao longo desses dez anos na cidade.
De acordo com Davi, as comemorações incluem ainda a realização de seminários sobre DST e AIDS, e Direitos da Família homoafetiva. Entre as novidades está algumas mudanças “ao invés de entregarmos o troféu no gravatá como fizemos em anos anteriores, dessa vez vamos fazer a noite do troféu que será um jantar onde vamos convidar as autoridades políticas da cidade, a imprensa e os padrinhos do movimento para prestar uma homenagem a esses” diz Davi.
O presidente do movimento gay explica que hoje há muito o que comemorar porque a cada ano que passa os homossexuais conquistam na sociedade o seu espaço. Assim como afirma Davi as pessoas ainda precisam abrir mais a mente, porém, a sociedade vem caminhando no rumo certo para que isso aconteça.


PARADA GAY

As festividades de aniversário irão se estender até a realização da parada gay, que esse ano conta com o apoio da secretaria municipal de Cultura. “Para a festa da 10° edição da parada gay estamos preparando os trios elétricos como teve ano passado além da participação da comunidade gay de Belo Horizonte. Quero convidar toda a diretoria executiva do GLBT de Brasília, e trazer grandes nomes do meio gay para essa festa que na realidade é uma mobilização para exigir e mostrar os nossos direitos perante a sociedade”enfatiza Davi.
A programação completa com datas e atrações da festa será divulgada algumas semanas antes do evento conforme a coordenação do MGD.


CONQUISTAS POR LEI

Segundo a resolução do Conselho Nacional de Justiça ,CNJ, fica proibido que cartórios se recusem  a celebrar o casamento civil de pessoas do mesmo sexo, ou de negar a conversão de união estável de homossexuais em casamento. A medida foi divulgada no último dia 15 no Diário de Justiça Eletrônico. A proposta do CNJ se deu principalmente pelo conselho acreditar ser inconstitucional a distinção do tratamento legal às uniões estáveis homoafetivas, e ainda na decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que julgou não haver obstáculos legais à celebração de casamento de pessoas do mesmo sexo.
O artigo 1.723 do Código Civil define que união estável é uma convivência duradoura e contínua estabelecida com objetivo de constituir família, os companheiros em união estável possuem deveres e direitos garantidos em lei.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.