terça-feira, 29 de Setembro de 2015 10:32h Atualizado em 29 de Setembro de 2015 às 10:35h. Rafael Camargos

Movimento LGBT promove evento em Divinópolis

Com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a abertura do evento ocorreu no Teatro Municipal Usina Gravatá na Sexta Feira (25).

Neste fim de semana, foi realizado o Encontro de Entidades Militantes na Promoção da Saúde, Cidadania LGBT e Direitos Humanos, em Divinópolis.
Com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a abertura do evento ocorreu no Teatro Municipal Usina Gravatá, na sexta feira (25), às 20h.
Seguindo o cronograma, a primeira noite do evento apresentou um vídeo com o depoimento do Deputado Federal, Jean Wyllys, e uma palestra sobre a “Promoção da Saúde, Cidadania LGBT e Direitos Humana”, ministrada pelo Coordenador do CODS/MG, Douglas Miranda.
O encontro também contou com a presença do Deputado Federal, Domingos Sávio, e representantes do também deputado, Fabiano Tolentino, que compareceram ao evento representando a classe política do município.
No Sábado (26) pela manhã, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), dentre vários assuntos abordados, um deles foi a Saúde no contexto LGBT, com a mediação da Coordenadora do Fórum Minas de Ongs Aids, Sueli Camisasca.
Já no encerramento do evento, que ocorreu no Domingo (27), acontecia a primeira conferência livre LGBT, e lá foram discutidos temas como a Politica Nacional de Saúde Integral da População LGBT, orientação sexual e identidade de gênero no ambiente escolar, e a homofobia.
“Debatemos a homofobia como crime, falamos também sobre o direito de ir e vir dos homossexuais, aquela violência e aquele preconceito estão voltando devagarzinho, como lidar ou como não deixar que isso aconteça”. Pontua José Marcelo, Presidente do Movimento LGBT.
Questionado sobre o novo modelo de família, que foi votado na Câmara, o presidente diz que a classe LGBT não irá aceitar calada, “nós não aceitamos isso, isso vai ser um debate longo na conferência deste ano, porque vem de uma luta, e isso é um retrocesso, e eles colocaram essa questão de que família é aquele parâmetro de ‘pai, mãe e filhos’, e isso já não existe mais”.  Diz José Marcelo.
Com a presença do Subsecretário de Promoção e Proteção aos Direitos Humanos do Estado, Leonardo Nader, o encontro também escolheu os 15 delegados que irão representar a comunidade LGBT na conferência estadual, que acontece nos dias 16,17 e 18 de outubro, em Belo Horizonte.
Dentre os escolhidos estão uma representante transexual, uma lésbica, e também heterossexuais.
Segundo José Marcelo, Presidente do Movimento, o evento foi muito elogiado pelas pessoas que, de alguma maneira, participaram. “Foi um sucesso o evento, a gente conseguiu compreender, entender e redigir novas regras de trabalho, que a gente tem daqui pra frente” Conclui.
O Presidente diz ainda que, estavam disponíveis 17 vagas para escolha de representantes, porém, muitas pessoas que estavam no evento acharam que não poderiam se candidatar, por não pertencerem à comunidade LGBT. Para ele, isso não deveria acontecer, “a diversidade começa dentro da gente” finaliza.
De acordo com a organização, mais de 50 cidades participaram do encontro.

 

Créditos: José Marcelo

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.