sexta-feira, 5 de Outubro de 2012 12:55h Mariana Gonçalves

Município coloca vacinação de crianças em dia

Durante a próxima a secretaria Municipal de Saúde juntamente com a Atenção Primária e Vigilância Epidemiológica irá realizar o Monitoramento Rápido de Cobertura Vacinal MCR. O objetivo é avaliar a situação dos cartões de vacina das crianças menores de 5 anos de idade, para que essas crianças recebam as vacinas que estejam faltando no cartão.

 


A meta é que o município avalie 25 cartões de vacina em cada uma das 31 unidades de saúde localizadas na zona urbana e rural, perfazendo uum total de 775 cadernetas avaliadas.

 

Segundo a referência técnica de Saúde da Criança, Flávia Fernanda Oliveira Queiroz, os cartões serão avaliados e as “vacinas irão ser feitas naquelas crianças que estão em atraso. A equipe de saúde que compreende enfermeiros e técnicos , irá até os endereços que foram escolhidos de forma aleatória. Então esses profissionais vão sair a campo para fazer o levantamento desses cartões e para avaliar a situação vacinal. Também para não perder a oportunidade, eles irão levar as vacinas para atualizar os cartões em atraso”explica.

 

As crianças, que seguem o calendário vacinal, recebem vacinas contra doenças como tuberculose (BCG), hepatite B e poliomielite.

 

De acordo com a Semusa, os dados da cobertura vacinal serão enviados pela Vigilância Epidemiológica ao Ministério da Saúde. O Monitoramento Rápido de Cobertura Vacinal permite à Secretaria Estadual e ao Ministério da Saúde conhecer a real situação de crianças vacinadas no município. “A ação visa resgatar as crianças não vacinadas, aumentar e homogeneizar a cobertura vacinal no município, no estado e no país”diz Flávia Fernanda.

 

A ideia é atingir principalmente aquelas crianças cujos pais não compareceram nas últimas campanhas. A referência Técnica de Saúde da Criança, ressalta que é extremamente importante que  todas essas crianças que estão em atraso com as vacinas fiquem em dia.

 

E ressalta principalmente a importância dos pais e responsáveis nessa ação. “ Pedimos muito para que os pais ou responsáveis, nesta semana do dia 8 até o dia 11, deixem os cartões de vacina, mais fáceis para consulta. E quando a equipe chegar que permita que eles olhem o cartão da criança e avaliem isso. Porque é um trabalho de muita importância para gente poder avaliar o serviço e ver se está ficando em aberto alguma área em questão de vacinação, então o que pedimos para os pais é que facilitem o trabalho da equipe no sentido de receber e fornecer o cartão da criança para consulta”finaliza.

 

ENCERRAMENTO DA CAMPANHA NACIONAL

 

Há dois meses, foi realizado em todo o país, o dia D de atualização dos cartões de vacina. Foi uma campanha de vacinação, porém só para atualizar os cartões que estavam em atraso. Foram quase 34 mil postos de saúde em todo o país fazendo essas atualizações.

 


A campanha foi para, se necessário, colocar em dia as cadernetas de crianças menores de cinco anos de idade, com o esquema vacinal incompleto.

 


De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, mais de 3 milhões de crianças  compareceram aos postos de saúde. Mas, a expectativa do governo é que mais de 14 milhões que vivem em comunidades periféricas ainda passem por essas atualizações. O objetivo da ação é ampliar a cobertura vacinal e reduzir o risco de transmissão de doenças. Mesmo esta campanha tendo se encerrado, as crianças que estão em falta devem agora passar pelo Monitoramento Rápido de cobertura Vacinal, no caso apenas de Divinópolis. Pais e responsáveis podem recorrer a unidade de atendimento mais próxima, caso a sua região não seja uma das escolhidas para a visitação dos técnicos,
Estão disponíveis todas as vacinas do calendário básico infantil, incluindo a pentavalente e a Vacina Inativada Oral contra a Poliomielite (VOP), lançadas este ano.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.