sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012 09:05h Atualizado em 7 de Dezembro de 2012 às 09:07h. Paulo Reis

NEAC lança Festival 2013 de teatro

Segundo o fundador do grupo a cada ano que passa as peças se tornam melhores, mais maduras e se encaixam no perfil de jovens e adultos de Divinópolis e região

A procura por informações quanto às peças já começam no meio do ano, enaltece o fundador do NEAC – (Núcleo de Estudos de Artes Cênicas) Markus Marques, que não só nesta época do ano, mas em outras tem oferecido diversão e entretenimento às pessoas que curtem a 5ª Arte – o teatro.
O festival deste ano teve um pequeno atraso quanto a fixação das datas das apresentações por causa da demora de liberação dos dias livres no Teatro Gravatá. Diante desta problemática foi preciso diminuir a quantidade de apresentações no local. Para compensar esta diminuição, Markus decidiu estender a programação do Festival que será realizado na sede do NEAC que fica rua Pernambuco.
Quem esteve na estréia ontem (06) pode conferir a peça “Um Dia Santo”, comédia que conta a historia de um casamento por interesse, marcado para o dia de Santo Expedito. Um enredo marcado de muita confusão e desencontro.
Hoje será apresentada às 20h a peça “Tutu a Francesa” que fala da má sorte de um senhor que ganha na loteria, mas perde o bilhete dentro de casa. O lugar onde se passa a trama vira um pandemônio por causa da ambição da família em achar o bilhete e poder sacar a fortuna. Para o sábado (08) as 16h estará em cartaz a peça adolescente que se chama “Tirando a Mãe do Buraco”. A peça fala de duas meninas que perde a mãe em um buraco. Elas então entram no buraco pra tentar salvar a mãe e acabam descobrindo um mundo dominado pelo mal e ainda que para salvar a mãe elas vão ter que primeiro combater toda a maldade que reina naquele submundo. Ainda no sábado a noite às 20h o publico poderá conferir a peça, “Agora é a Vez da Avó”, a peça mostra a versão da avô que também cai no buraco e as netas precisam resgatar. Porém a peça é composta por um elenco adulto, mas ainda é voltada para o publico infanto juvenil. Já no domingo o público vai conferir as 16h a peça também infanto juvenil “O Herói Gnomo” e as 19h30 a adaptação da obra de Dias Gomes, “O Bem Amado”, que aqui vai se chamar “Eu Prometo”.
Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Municipal Usina do Gravatá nos dias das peças. O preço de cada espetáculo será de R$7,00.

 

A preparação

 

A preparação para aqueles que tem vontade de ser ator começa em fevereiro quando são abertas as inscrições para o curso de teatro no NEAC. A partir daí Markus já vai traçando o perfil do grupo. Na metade do ano são realizadas as oficinas, conhecidas no grupo por Circuito.
Esta etapa consiste de uma pré-avaliação onde os alunos apresentam dentro do NEAC algumas peças para familiares e amigos. Nesta fase, Markus já consegue avaliar como está o grupo e a que tipo de peça os alunos tem mais facilidade ou desenvoltura de atuar.
A partir do Circuito os alunos são direcionados para as peças que serão apresentadas no Festival que acontece todo fim de ano. São distribuídos os textos, os alunos começam a fazer laboratório, é produzido cenário e figurino.

 

O NEAC

 

O grupo foi criado há quase 20 anos. De lá para cá muitas pessoas passaram pela casa e alguns até hoje mantém a veia artística. Markus cita com emoção até o caso de uma ex aluna que hoje reside no exterior, que após fazer NEAC e Oficinas do Palácio das Artes preferiu seguir carreira fora do país.
O amor ao teatro começou mesmo há 30 anos quando Markus viu uma cena de violência na rua e sentiu vontade de escrever sobre aquilo que acabou dando origem a peça “Por Todos os Sentidos” criada em parceria com um amigo. Nascia ali a vontade de ser artista.
Depois de um tempo trabalhando com artes cênicas, Markus sentiu necessidade de se profissionalizar, neste momento ele decidiu dar uma pausa nos trabalhos e procurou crescer como artista.
Ele lembra com saudade do início do NEAC que tinha sede em uma sala bem pequena no Prédio do Paulinho que fica na Avenida Primeiro de Junho: “Os ensaios eram feitos no corredor das lojas”. Depois o NEAC funcionou na pastoral da Catedral e há aproximadamente 15 anos a Escola se consolidou num prédio da rua Pernambuco.
Markus enaltece que o teatro tem o poder de mexer com o espírito das pessoas. Mas a didática oferecida primeiramente na Escola para os interessados por esta arte se concentra na formação da pessoa como ator, ou seja, os alunos aprendem de início as técnicas. Os valores agregados ao teatro como a desinibição, o respeito às pessoas surgem com o tempo.
Markus ressalta que muitas pessoas vêem as artes cênicas como algo de glamour, a realidade na pratica não é bem assim. O artista como qualquer outro profissional tem que trabalhar muito para conseguir se estabelecer, finaliza.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.