sexta-feira, 5 de Agosto de 2016 15:27h Jotha Lee

Obras da Estação de Tratamento do Esgoto do Rio Itapecerica começam em 20 dias

Ordem de serviço foi assinada ontem pela Copasa

POR JOTHA LEE

jotalee@gazetaoeste.com.br

 

Depois de uma longa queda de braço envolvendo a prefeitura e a Copasa, finalmente as obras de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Rio Itapecerica começarão nos próximos 20 dias. A decisão foi tomada em uma reunião de conciliação ocorrida ontem em Belo Horizonte, na sede da Agência Reguladora dos Serviços de Água e Esgoto de Minas Gerais (Arsae), da qual participaram: o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB), o vice-prefeito Rodrigo Resende (PSD), representantes da Copasa, o diretor geral da Arsae, Gustavo Cardoso, além de outras autoridades divinopolitanas. Na reunião, ficou decidido que as obras da ETE começam em até 20 dias e a ordem de serviço já foi assinada pela Copasa.

No dia 4 de abril do ano passado, o prefeito Vladimir Azevedo denunciou a Copasa na Arsae pelo descumprimento do cronograma previsto no contrato de concessão do esgoto. Pelo contrato, a Copasa deveria concluir a ETE em dezembro desse ano e entregá-la já em funcionamento em Jane rio de 2017. Entretanto a companhia não conseguiu cumprir o compromisso, alegando diversas dificuldades, entre elas questões jurídicas e a liberação do licenciamento ambiental. Na negociação de ontem, a Copasa ganhou mais dois anos para entregar a ETE. Inicialmente prevista para esse ano, pelo acordo de ontem, a ETE será entregue em agosto de 2018, já que a companhia ganhou mais dois anos para a conclusão da obra.

Para o diretor da Arsae, Gustavo Cardoso, a decisão foi boa para todos. “Eu vi uma boa vontade muito grande por par parte da Copasa, que reconheceu as dificuldades de começar efetivamente as obras conforme estava estabelecido, mas a prefeitura também teve uma boa vontade muito grande, porque realmente as razões apresentadas pela Copasa, foram aceitas pelo município”, afirmou.

 

PREFEITO

 

O prefeito Vladimir Azevedo, criticado por ter entregado a concessão do esgoto para a Copasa em 2011 e sob pressão diante do descumprimento do contrato por parte da companhia, chegou a falar em rescisão contratual. No ano passado, ele chamou para si toda a responsabilidade e pressionou a companhia para que desse uma resposta à população. Ao sair da reunião de ontem, Vladimir Azevedo demonstrava alívio e satisfação. Ele sabe que ao conceder mais dois anos para a Copasa, acaba sendo um prêmio para a companhia, mas argumentou que essa foi a solução encontrada, pois as justificativas apresentadas pelo atraso no início das obras foram viáveis.

O prefeito lembrou que foi um batalhador durante esses últimos anos pela recuperação do Rio Itapecerica e afirmou que está satisfeito com o resultado do acordo. “Não foi do jeito que a gente queria, mas é uma vitória muito grande e de importância fundamental para o povo de Divinópolis”, afirmou em conversa com a reportagem por telefone. “A ordem de serviço já está assinada e agora tem os certeza de que o Rio Itapecerica será recuperado”, finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.