quarta-feira, 24 de Agosto de 2016 17:44h Pollyanna Martins

Obras do Complexo Esportivo do Planalto podem ser retomadas a qualquer momento

O Deputado Federal Domingos Sávio (PSDB), responsável pela emenda de R$ 1 milhão, informou que parte do dinheiro já foi liberada para a continuidade das obras

POR POLLYANNA MARTINS

pollyanna.martins@gazetaoeste.com.br

 

As obras do Complexo Esportivo do bairro Planalto podem ser retomadas a qualquer momento. Segundo o Deputado Federal Domingos Sávio (PSDB), parte da verba de R$ 1 milhão, destinada para a construção do complexo foi liberada para a continuidade das obras. De acordo com o deputado, a construção foi interrompida, pois, no final do ano passado, o Governo Federal suspendeu os recursos para a obra sem qualquer explicação. “Liberou-se a primeira parcela para começar a obra há mais de um ano, e depois simplesmente pararam de pagar”, explica. Conforme Domingos, ele reivindicou várias vezes para que verba fosse liberada, mas, diante da negativa, a Construtora BR Leão não teve outra alternativa a não ser parar as obras. “A Construtora pagou funcionários, pagou material, e o dinheiro não chegou, porque o Governo Federal simplesmente não depositou aquilo que era obrigação deles”, reclama.

Segundo o deputado, os quatro meses de obra geraram uma dívida de aproximadamente R$ 400 mil com a Construtora, e a continuidade da obra depende da quitação deste débito. Domingos informa ainda que, no mês passado, pouco mais de R$ 100 mil foram liberados para a quitação da dívida e, na semana passada, aproximadamente R$ 280 mil foram depositados para sanar o débito com a empresa. “Os pouco mais de R$ 100 mil não foram suficientes para a empreiteira retomar a obra, porque a dívida já era de R$ 400 mil. Eu insisti e consegui na semana passada um depósito de R$ 279 mil, que já está na Caixa [Econômica Federal]”, esclarece. Conforme o deputado, com os últimos valores depositados na semana passada, já foram liberados mais de 50% da verba de R$ 1 milhão. Domingos adianta que o restante da verba será liberado à medida que a Construtora retomar as obras, para que o Complexo seja concluído em no máximo três meses. “Na medida em que a empreiteira retomar a obra, eu vou trabalhar para que seja pago em dia, para que tenhamos essa obra concluída em dois ou três meses”, garante.

O deputado esclarece que parte da verba já liberada será utilizada para quitar a dívida com a construtora e, assim, ter a retomada das obras. De acordo com Domingos, em obras como a do Complexo Esportivo, o Governo Federal libera a verba conforme as medições feitas pela Caixa Econômica Federal. “Isso é regra geral, mas o que é não era correto, e que infelizmente levou a paralisação da obra é que haviam medições feitas, e o Governo Federal não depositou a medição, e isso acumulou as dívidas”, critica. Segundo o deputado, as obras devem ser retomadas no início de setembro, logo após o pagamento da dívida com a Construtora. Após continuidade das obras, no final do mês haverá outra medição para que parte da verba seja liberada e o Complexo concluído. “A gente vai trabalhar para que a medição feita seja liberada imediatamente, para que não tenha nenhuma outra interrupção, e em dois ou três meses a construtora termine esta obra”, afirma.

 

COMPROMISSO

 

De acordo com Domingos, tanto ele, quanto o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB), assumiram o compromisso de conversar pessoalmente com os representantes da Construtora para que as obras do Complexo Esportivo sejam retomadas o mais rápido possível. “Com a empresa recebendo, ela passa a ter a obrigação de retomar a obra. Eu já conversei com o prefeito de Divinópolis, ele já sabe que o dinheiro está liberado e ele se comprometeu a ir pessoalmente falar com os representantes da construtora para que a obra seja retomada o mais rápido possível. Eu também vou conversar com eles, para dar a tranquilidade de que o Governo Federal cumprirá o cronograma”, complementa. O deputado acrescentou ainda que a perspectiva é de que o Complexo Esportivo seja entregue ainda neste ano para a comunidade. “Essa obra está parada há alguns meses e nós esperamos entregá-la ainda neste ano. A obra é relativamente pequena, mas necessária, que está no meio do caminho e, se não for concluída, corre o risco de ser depredada, e perder tudo o que já foi investido”, finaliza.

 

COMPLEXO ESPORTIVO

 

O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, assinou o contrato para o início das obras do Complexo Esportivo do bairro Planalto no dia 10 de agosto do ano passado, e a promessa era de que a obra seria entregue em um ano. A construção do complexo começou logo após a assinatura e durou apenas quatro meses. “Quem sabe nas festividades de aniversário da cidade, ou mais tardar logo após, no mês agosto do ano que vem, inaugurando este espaço”, estabeleceu o preifeito à época.

Na ocasião, Vladimir ressaltou que a ideia era fazer um trabalho multidisciplinado da secretaria de esportes, da cultura, da secretaria de obras e da política sobre drogas. “E, com isso, promover a boa ocupação do espaço público”, frisou. Ainda de acordo com Vladimir, além de beneficiar os moradores do bairro Planalto, o Complexo atenderá também os moradores dos bairros Santa Luzia, Campina Verde, Casa Nova, L.P. Pereira, Ipiranga e Tietê. “Vamos resgatar um espaço que tem um tipo de ocupação de uso de drogas, que será revitalizado também como um espaço adequado para a comunidade e para as famílias”, afirmou.

 

PREFEITURA

 

Nossa reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Divinópolis nessa segunda-feira (22) e o Executivo informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “a Prefeitura de Divinópolis aguarda envio de recursos do Governo Federal para terminar a obra do Complexo Esportivo do Planalto. Com 40% da edificação concluída, as obras estão paradas desde dezembro de 2015”.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.