sexta-feira, 6 de Março de 2015 10:39h Atualizado em 6 de Março de 2015 às 10:41h. Lorena Silva

Pais e alunos reclamam de estrutura da escola Santo Tomaz de Aquino

Secretaria de Estado de Educação garante início da reforma do local ainda para este mês

A falta de estrutura da Escola Estadual Santo Tomaz de Aquino, localizada no bairro Porto Velho, em Divinópolis, tem sido alvo de reclamações de pais e alunos que frequentam o local. Paredes e tetos danificados - em alguns casos, faltando parte do reboco –, ausência de pintura e o constante aparecimento de animais peçonhentos, são alguns dos problemas verificados na escola nos últimos meses.
De acordo com a mãe de uma aluna, que preferiu não ser identificada, a situação chega até a comprometer o aprendizado dos alunos. Isso porque a filha conta que, quando chove, algumas salas são tomadas por goteiras, fazendo com que o mofo de tetos e paredes se intensifique. Além disso, os alunos têm se mostrado apreensivos, uma vez que relatam que tem sido comum o aparecimento de escorpiões em alguns ambientes da escola.
O problema com a estrutura do local é antigo e já foi noticiado pelo Gazeta do Oeste, em abril do ano passado. Nessa época, parte do reboco de uma das salas de aula da Escola Estadual Santo Tomaz de Aquino havia caído, suscitando a necessidade de reforma do local. Na ocasião, a Secretaria de Estado de Educação havia garantido a reforma, que estaria orçada em cerca de R$ 244 mil e aguardava análise da Secretaria.

OBRAS
Em um novo contato com a Secretaria de Estado de Educação, o órgão informou por meio de nota que a obra de reforma geral dos telhados, parte elétrica, redes de esgoto e pluvial e a pintura geral da edificação já foi autorizada e licitada. “O investimento será de cerca de R$250 mil e o início das intervenções está previsto para este mês de março”, garantiu.

 

 

 


Crédito: Divulgação

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.