segunda-feira, 13 de Julho de 2015 11:19h Atualizado em 13 de Julho de 2015 às 11:56h. Jotha Lee

Pimentel garante novo fôlego para obras do Hospital Regional

Governador vem a Divinópolis para acompanhar andamento das obras da unidade local

As obras do Hospital Público de Divinópolis deverão ganhar mais rapidez nos próximos meses, com injeção de recursos por parte do governo estadual, conforme garantiu o governador, Fernando Pimentel. O Hospital começou a ser construído em 2010, com previsão de entrega em 2012, entretanto, o governo do Estado, embora anuncie a retomada das obras, não arrisca uma data para sua inauguração.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) a construção fica numa área de 36 mil metros quadrados, 16 mil de área médica. Ainda de acordo com a Semusa, 500 mil pessoas serão beneficiadas após o início efetivo de suas atividades. Na primeira fase serão 210 leitos para cirurgias, internações e pronto atendimento, sendo 30 para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) adulta e 20 para o infantil.
De acordo com o governador Fernando Pimentel, as obras de construção de todos os hospitais regionais do Estado que estavam paralisadas serão retomadas nos próximos dias e as unidades que continuam em obras terão novo fôlego financeiro. Pimentel afirmou, ainda, que a implantação dos Centros de Especialidades Médicas em todas as 77 microrregiões do Estado será uma das prioridades da nova gestão.
“Vamos terminar os hospitais regionais que estão inacabados. Estamos terminando de pagar as faturas atrasadas e, agora, vamos dar ordem de serviço para retomar as obras dos hospitais regionais”, afirmou o governador, que também defendeu a ampliação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no Estado.
Um dos principais programas de campanha, a construção dos Centros de Especialidades Médicas em cada uma das 77 microrregiões mineiras será colocada em prática. “Diziam que era impossível, mas o ministro da Saúde assegurou o apoio total do governo federal para este programa. Nós vamos fazer e não é impossível. É absolutamente necessário para qualificar o atendimento do SUS em Minas Gerais. E nós vamos fazer”, garantiu o governador.
De acordo com a Semusa, as obras do Hospital Público estão cerca de 80% concluídas. Os recursos vêm do governo estadual e em contrapartida a Prefeitura de Divinópolis doou um terreno de 36 mil metros quadrados no bairro Realengo. Em ritmo lento desde o ano passado, quando o governo do Estado suspendeu o repasse de recursos, a notícia de que Fernando Pimentel priorizará os hospitais regionais e sua visita a Divinópolis representam novo ânimo para que a unidade seja concluída.
HOSPITAL ESCOLA
A gestão do Hospital regional começou a ser discutida esta semana. O secretário municipal de Saúde, David Maia, acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Fausto Pereira, e da reitora da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Valéria Heloísa Kemp, participou de uma reunião em Brasília com Newton Lima Neto, que responde pelo núcleo de administração dos hospitais universitários vinculado ao Ministério da Educação. O encontro iniciou às primeiras conversas em torno da administração do Hospital Público. A proposta é que a unidade se transforme em hospital universitário gerido por este núcleo ligado ao Ministério de Educação (MEC). Hoje, em todo Brasil, existem 50 hospitais vinculados a 36 universidades federais que seguem este modelo de gestão.
Na avaliação do secretário de Saúde, David Maia, foi um primeiro encontro produtivo. “Foi uma reunião muito boa. E temos, agora, a expectativa da vinda do Dr. Newton Lima Neto a Divinópolis para conhecer a obra e para conversamos mais um pouco. Este é um primeiro passo visando à aprovação junto ao MEC”, explicou.
A intenção do governo do município, caso haja a aprovação do governo federal, é que a unidade seja repassada à Universidade Federal de São João del-Rei e transformada em Hospital Universitário. Para fazer a gestão, a UFSJ faria a concessão para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, que já administra hoje 50 hospitais universitários. Para o diretor do Campus Centro Oeste, Eduardo Sergio da Silva, a entrada da Universidade no Hospital Regional será um marco para a saúde da região. “Com a nossa estrutura, corpo de profissionais e residentes teremos muito que somar dentro deste processo”, garante.
De acordo com a Assessoria de Comunicação da UFSJ, já está acertada a visita a Divinópolis do governador Fernando Pimentel e do presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, Newton Lima Neto. O objetivo da visita é verificar o andamento das obras, acertar novos detalhes para a efetivação do hospital universitário e garantir os novos recursos para a conclusão do empreendimento.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.