quarta-feira, 18 de Novembro de 2015 11:40h

Plano de Contingência de Enfrentamento da Dengue será apreciado pelo conselho

Dados da Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa), apontam que o número de casos notificados como suspeitos de dengue já somam 2.126 registros

O número de divinopolitanos que tiveram a doença até o momento chega a 1.640 pessoas. Para evitar o avanço da dengue na cidade, a Semusa, como ocorre todos os anos conforme instrução do Estado, elaborou o “Plano de Contingência Municipal para o Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zica”. A proposta será apresentada ao Conselho Municipal de Saúde nesta quarta-feira (18/11), às 18h30, na sede da Semusa.

O documento tem por objetivos específicos organizar as ações de prevenção e controle destas doenças; promover assistência adequada ao paciente com acesso ao diagnóstico e manejo clínico adequado, por profissionais habilitados; aprimorar a vigilância com notificação e investigação oportuna dos casos, além de monitorar a circulação viral, utilizando como base para a tomada de decisão; padronizar os insumos estratégicos e equipamentos necessários; definir estratégias para prevenir e controlar a transmissão através das ações de controle vetorial; apoiar a capacitação de profissionais envolvidos no enfrentamento; sistematizar as atividades de mobilização e comunicação e fortalecer a articulação entre as áreas e serviços envolvidos no enfrentamento e realizar a articulação intersetorial.

As iniciativas têm como finalidade evitar ou diminuir a ocorrência dessas doenças em Divinópolis e, principalmente, evitar que ocorram óbitos por consequência delas. O Plano de Contingência já foi assinado pelo prefeito Vladimir Azevedo e pelo secretário de saúde, David Maia, e será debatido e posto em aprovação durante a reunião do Conselho Municipal de Saúde.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.