quinta-feira, 1 de Junho de 2017 08:33h Roberto Clementino

Política & Cia por Roberto Clementino

DIVINÓPOLIS. UMA CONSTRUÇÃO DIÁRIA : PARABÉNS PELO SEUS 105 ANOS

IMBRÓGLIO ENTRE MP, PREFEITURA SINDICATO RURAL: FALTOU ARTICULAÇÃO POLÍTICA

O desfecho feliz da celeuma entre o Sindicato Rural, MP e Prefeitura sobre a entrada gratuita da população no show da dupla sertaneja Humberto e Ronaldo, na DivinaExpô, deixou claro que falta ao Governo Galileu um articulador político, um negociador habilidoso. Aliás, esta falta de articulação política lateja na Câmara Municipal, onde o trio de vereadores peemedebistas se digladia. Este nome hoje, entendo, pode ser o do assessor especial, Fausto Barros, que se apresenta como um político amadurecido e com credibilidade para dizer sim e não. Toda esta discussão em torno da entrada gratuita da população no show do dia 25 trouxe inúteis desgastes para a Prefeitura e o Sindicato Rural e até para um, ou dois vereadores, apenas por não ter o Prefeito Galileu se preocupado com articulação política em seu governo.

É BOM RELEMBRAR: CÂMARA NOS CUSTA:

R$ 34.864.512,00 EM QUATROS ANOS.

Respeitando o duodécimo, a Prefeitura é obrigada a enviar à Câmara Municipal, todo dia 20 de cada mês, mais ou menos a quantia de R$ 726.344,00 (setecentos e vinte seis mil e trezentos e quarenta e quatro reais). Isso significa que, em um ano, a Casa Legislativa nos custa R$ 8.716.128,00 (oito milhões e setecentos e dezesseis mil e cento e vinte oito reais) ao ano. Em quatro anos de mandato, a fabulosa quantia de............... R$ 34.864.512.00 (trinta e quatro milhões e oitocentos e sessenta e quatro mil e quinhentos e doze reais) . Esses valores podem se alterar, para mais ou para menos, dependendo da arrecadação financeira do município

CORRUPÇÃO NO BRASIL É O SEGUNDO MAIOR PROBLEMA; FICA ATRÁS APENAS DOS IMPOSTOS.

Segundo estudos do Fórum Econômico Mundial, a corrupção é o segundo fator mais problemático para os negócios do Brasil. Pior que ele, somente os impostos. Um estudo da FIESP projeta que, anualmente, até 2,3% do produto interno bruto seja perdido com atos irregulares. Considerando o PIB do ano passado (R$ 6,3 trilhões), temos que R$ 140 bilhões podem ter ido para o ralo, pelas mesmas razões, em 2016. Isso corresponde, praticamente, o déficit da Previdência em 2016, que foi de R$ 151 bilhões. Nas eleições de 2014, empresas foram responsáveis por R$ 3 bilhões dos R$ 4,35 bilhões arrecadados por partidos e candidatos. Só “no oficial”, fora o caixa 2. E é aqui que mora o perigo: historicamente, quem banca campanhas são empresas que, em troca, ganham políticos prontinhos para legislar em nome delas. Prova dessa estratégia está nos depoimentos que o diretor de Relações Institucionais e Governo da J&F, Ricardo Saud, prestou ao Ministério Público Federal (MPF): “Doamos propina a 28 partidos, 16 governadores eleitos e para 28 candidatos ao Senado que disputavam a eleição, reeleição ou a eleição para governador”, acrescentou Saud.Segundo ele, os governadores eleitos pertenciam ao PMDB (4), PSDB (4), PT (3), PSB (3), PP (1) e PSD (1).

ABSTENÇÕES, VOTOS BRANCOS E NULOS EM 2018 VÃO EXPLODIR !

Em 2014 na eleição para Governador em Minas,Pimentel foi eleito com 5.362.870 votos. Abstenções, votos brancos e nulos somaram : 5.113.548 votos. Em 2014 na eleição para Presidente da Republica,Dilma foi reeleita com 54.501.118 votos. Abstenções, votos brancos e nulos somaram:37.279.085 votos. Em 2018 com tanta corrupção o percentual de abstenções,votos brancos e nulos, vão superar os votos para Governador e Presidente.

NÃO É ILEGAL,MAS É ESTRANHO : GILMAR MENDES CONFIRMA QUE VENDE GADOS PARA JBS

O ministro Gilmar Mendes confirmou que sua família é fornecedora de gados para a empresa JBS, que está no centro do furacão que envolve Michel Temer e tem um acordo de delação homologado no STF;

-"Minha família é de agropecuaristas e vendemos gado para a JBS lá (Mato Grosso)", disse o ministro, explicando que um irmão é quem negocia os valores com a empresa.

Segundo o ministro, a relação comercial com a empresa não é motivo para ele se declarar impedido de participar das votações futuras relacionadas à JBS no STF; "Não. Por quê? As causas de impedimentos ou suspeição são estritas" responde o Ministro quando lhes perguntam

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.