terça-feira, 3 de Março de 2015 10:39h Atualizado em 3 de Março de 2015 às 10:42h. Mariana Gonçalves

Pontes são reconstruídas nas comunidades rurais

No mês passado, devido a uma forte chuva, duas pontes rurais ficaram bastante comprometidas, uma delas na Comunidade Lava-Pés, e a outra na Comunidade Tamboril

Em uma ação conjunta da Secretaria de Operações Urbanas, Defesa Civil e Secretaria Municipal de Agronegócio, as duas passagens rurais foram reconstruídas.  As obras foram concluídas antes mesmo do período previsto pela Prefeitura de Divinópolis.
De acordo com o secretário de Operações Urbanas, Dreyfus Bueno Rabello, o trânsito foi liberado antes do Carnaval na passagem do Tamboril. “Começamos os trabalhos nos dias 12 e 13 de fevereiro, e conseguimos liberar o trânsito para mais de 200 veículos que ali se encontravam para passar. O reparo da ponte, inclusive ocorreu de maneira rápida, o que permitiu os veículos de cargas transportarem seus escoamentos da safra rural, hortifrutigranjeiros para feira do bairro Esplanada e Niterói”, disse.
Depois de restabelecer a passagem no Tamboril, a ponte da comunidade de Lava-Pés foi reconstruída. Todos os serviços foram finalizados no dia 27 de fevereiro. “Tínhamos a previsão de gastar cerca de dois dias, mas com um dia e meio, praticamente, a ponte estava pronta, restabelecendo o desvio para a passagem das famílias que ali moram e tem plantação de hortifrutigranjeiros, tem inclusive um produtor muito grande de frutas naquela região que dependia muito dessa ponte, para cortar caminho”, completa Dreyfus.

 

RELEMBRE

A forte chuva que atingiu o município de Divinópolis no dia 8 de fevereiro, fez com que os principais acessos a duas comunidades rurais ficassem seriamente comprometidos. A ponte que liga a comunidade Tamboril à Ermida e, consequentemente à Divinópolis, teve que ser parcialmente interditada, devido às condições perigosas em que a mesma ficou depois do temporal.
Já a ponte da comunidade Lava-Pés foi totalmente destruída e arrastada pela correnteza durante a enchente, sendo assim, necessária a interdição por completo desse acesso. Por alguns dias a população residente dessa comunidade teve que usar acessos alternativos para chegar em suas residências.

 

 

Credito: Secretaria de Serviços Urbanos/PMD

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.