sábado, 10 de Novembro de 2012 04:13h Daniel Michelini

População sofre com alagamentos

O período chuvoso parece ter chegado à Divinópolis. Após um grande espaço de tempo com tempo seco, a população se mostra satisfeita com a chegada das chuvas, aliviando o sentimento de calor e mormaço.

O período chuvoso parece ter chegado à Divinópolis. Após um grande espaço de tempo com tempo seco, a população se mostra satisfeita com a chegada das chuvas, aliviando o sentimento de calor e mormaço.

 


Nos últimos períodos de final de ano na cidade, observamos vários pontos de alagamento e outros problemas, como a cheia do rio e desabamento de pedaços de terra encontrados perto de casas. As regiões do baixo Niterói e Porto Velho são as que mais sofreram nos últimos anos, por terem diversas casas às margens do rio.

 


Atualmente, alguns velhos problemas voltaram após apenas um dia de chuva. Moradores e comerciantes da rua Castro Alves e avenida Amazonas, na altura do bairro São José, reclamam e apontam os alagamentos encontrados nas vias. No primeiro caso, o problema mais grave se encontra pouco antes do viaduto. Veículos passam pelo local e são obrigados a terem cuidado com a água acumulada pela chuva perto da ponte, logo após o quebra-molas. Alguns moradores se dizem preocupados em relação á possíveis acidentes: “O obstáculo (quebra-molas) ajuda um pouco, mas o motorista tem que desviar se não quiser passar pela água. Quem vem de trás, pode acabar batendo”, diz o marceneiro Lucas Corrêa.

 


O alagamento se torna um problema também para o pedestre. Como muitos carros trafegam pelo local, podem acabar sendo atingidos pela água, caso o veículo ultrapasse em alta velocidade. No entanto, este é o menor dos problemas.

 


O fato abordado por Lucas é sim uma preocupação, tendo em vista o grande número de veículos que Divinópolis possui atualmente. Em épocas de chuvas, o trânsito se torna caótico, principalmente no centro da cidade. Como há pontos de alagamentos nos lugares citados, onde há grande circulação de veículos.

 


O morador Matheus Silva comenta que a construção do viaduto, criticada por muitos, foi de grande ajuda para quem mora no local: “Reclamam do tamanho, mas resolveu o problema de todo mundo”, afirmou. No entanto, ele ressalta que tem de haver solução para o caso do alagamento perto da ponte: “Ela é perigosa. Em dias de chuva, se torna ainda pior. Com alagamento, temo pelo pior”, disse.

 


Na Avenida Amazonas, o caso não é diferente. Apesar de ser em menor proporção, moradores do local garantem que, em períodos de chuva, o ponto logo após a linha férrea fica alagada. Em épocas de chuvas mais frequentes, como fica a beira do ribeirão, é perigoso ocorrer transbordamento, o que já aconteceu em anos anteriores. Marina Muniz conta que seu carro já chegou a aquaplanar: “Errei, pois passei em alta velocidade. Mas fiquei com medo de parar o carro no meio da água”, relatou.

 


Os problemas de alagamento se tornaram constantes em Divinópolis nos últimos anos devido à força das chuvas. Como a reportagem da Gazeta já adiantou em edições anteriores, tanto a Copasa quanto a Cemig tem planos para prevenção em períodos chuvosos, buscando tranquilizar a população.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.