quarta-feira, 8 de Junho de 2016 12:49h Atualizado em 8 de Junho de 2016 às 12:52h. Jotha Lee

Prefeitura garante permanência da Brasul em Divinópolis

Secretário diz que empresa receberá terreno do município para expansão de sua área útil

POR JOTHA LEE

jotalee@gazetaoeste.com.br

 

Um dia depois da publicação da reportagem do Jornal Gazeta do Oeste, dando conta da possível saída de Divinópolis da Brasul, empresa distribuidora de cervejas, que oferece 300 empregos diretos, a prefeitura se apressou em se posicionar a respeito do assunto. Através de nota distribuída pela Diretoria de Comunicação, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Paulo César dos Santos, confirmou que o município mantém negociações para a Brasul continuar com suas atividades em Divinópolis. De acordo com a assessoria, a Prefeitura prepara um projeto de lei para incorporar um espaço ao terreno da empresa de bebidas para que ela possa expandir suas atividades, sendo essa a principal reivindicação da empresa.

 

 

 

Há mais de um ano a Brasul vem pleiteando a expansão de suas atividades e a prefeitura não adotou nesse período nenhuma medida prática para manter a empresa na cidade. No início desse ano, a Brasul adquiriu um terreno em São Sebastião do Oeste e estava disposta a mudar de endereço, já que recebeu ofertas de incentivos fiscais da prefeitura daquela cidade.

O secretário Paulo Cesar dos Santos admite que há um ano o município e os diretores da Brasul negociam uma área de terreno para expansão da empresa. “Já estamos negociando há um ano um espaço para atender as necessidades da empresa. O município ofertou terrenos, mas por questões técnicas decidiram esperar. Agora, recentemente, a empresa adquiriu um terreno. No entanto, uma rua divide o terreno. Já pedimos a Secretaria de Trânsito e Transporte para desafetação desta rua”, afirmou.

 

 

 

PROBLEMA

De acordo com Paulo Cesar dos Santos, o único entrave, agora, para que a empresa seja atendida é a desafetação da rua que divide o recém adquirido terreno pela Brasul do depósito da empresa. O secretário acredita que, realizado o procedimento, a empresa vai incorporar o terreno para sua expansão. “Estamos buscando saída para essa situação e outras que possam aparecer. Estamos preparando outro terreno para abrigar empresas que querem expandir em um novo Centro Industrial que estamos planejando. Por questões técnicas, a Brasul preferiu esse outro terreno.”, destacou.

De acordo com o secretário, a prefeitura de Divinópolis elabora um projeto que possibilitará a desafetação da rua e assim garantir a permanência da Brasul na cidade. “Nos próximos 10 dias o projeto para desafetação do terreno chega à Câmara de Vereadores para ser apreciado pelos parlamentares divinopolitanos e resolver essa questão”, finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.