terça-feira, 31 de Março de 2015 12:07h

Prefeitura investiu R$ 9 milhões em políticas para crianças e adolescentes

Prefeitura responde por 80% dos investimentos da assistência social para os jovens

O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, participou na manhã desta terça-feira (31/03), da abertura da IX Conferência Municipal da Criança e do Adolescente. Em discurso, Azevedo confirmou que as políticas públicas para assistencial destinada às crianças e adolescentes receberam no ano passado R$ 9 milhões. Desde valor, 80% saíram dos cofres municipais.

 

De acordo com prefeito, o orçamento do município quase que responde sozinho pela aplicação das políticas de assistência social em Divinópolis. “A Prefeitura praticamente segura sozinha a manutenção e aplicação de recursos para a assistência das crianças e suas famílias. Do orçamento das políticas para assistência, respondemos por mais de 80% ou mais R$ 7 milhões investidos do orçamento do ano passado. Já o governo federal contribui com R$ 1 milhão e R$ 200 mil do governo estadual. É uma desproporção e desequilíbrio, mas estamos sempre na frente e colocando como prioridades absolutas as políticas destinadas às crianças”, afirmou.

 

Para se ter uma ideia dos investimentos, no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) atendeu no ano passado 581 crianças e adolescentes com investimentos de R$ 57 mil. No Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o município atendeu 270 crianças vítimas de violência, cumprindo medidas socioeducativos e atendendo as instituições acolhedoras. O investimentos em crianças e adolescentes chegou a R$ 308 mil no Creas.

 

O município tem projeto como a escola de tempo Integral no Lagoa dos Mandarins e mantêm três programas de atendimento em contra turno. Na AABB Comunidade, Mais Educação e Fazendo Arte. Outra proposta de destaque é sobre a inclusão. Em 23 salas no Centro Educacional de Apoio e Atendimento Especializado (CEAE), uma equipe cuida de alunos com déficit de aprendizado com atendimentos individualizados com 32 assistentes educacionais e 40 estagiários.

 

No planejamento que trata da erradicação da fome, o município tem investimento da educação na qualidade da merenda escolar, o programa da agricultura familiar proporciona as crianças, uma alimentação equilibrada e acompanhada por nutricionistas. São refeições diárias na escola em tempo integral no Bairro Lagoa dos Mandarins, AABB Comunidade e Mais Educação.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.