sábado, 13 de Junho de 2015 06:12h Atualizado em 13 de Junho de 2015 às 06:19h. Pollyanna Martins

Prefeitura realiza limpeza da Praça Candidés

Três caminhões de lixo foram retirados do local.

A Secretaria Municipal de Operações Urbanas promoveu um mutirão de limpeza na Praça Candidés, no bairro Niterói, em Divinópolis. A limpeza começou assim que 62 usuários de drogas foram retirados do local na última quarta-feira. O secretário municipal, Dreyfus Rabello, informou que a limpeza no local era feita constantemente, mas a presença dos usuários inibia o trabalho dos servidores.
“O pessoal, que estava praticamente morando na Praça, promovia uma sujeira muito grande, e eles nos impediam de fazer uma limpeza maior. Os funcionários chegavam e o pessoal estava deitado, dormindo, muitas vezes estavam usando drogas e isso acaba inibindo a ação dos nossos funcionários”, explica.
No primeiro dia de limpeza, foram retirados do local três caminhões de lixo. Cerca de 30 funcionários limparam as margens do Rio Itapecerica, além da Praça. No segundo dia de ação, a Secretaria colocou novos cabos de iluminação, pois os antigos foram roubados pelos usuários. “O que foi possível tirar, nós tiramos. Uma retroescavadeira foi utilizada para colocar o lixo nos caminhões, e nós fizemos uma limpeza também do outro lado da linha, para que a FCA possa voltar a cercar o local, para que essas pessoas parem de usar aqui como ponto de droga”, ressalta.
OPERAÇÃO
A Operação Integrada Fênix foi realizada na manhã da última quarta pela Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Ministério Público e a Prefeitura de Divinópolis. A ação deteve 62 usuários de drogas que moravam na Praça Candidés ou usavam o local para consumir entorpecentes.
De acordo com os números apresentados pelos órgãos que executaram a ação, 21 pessoas são de outras cidades, e, dessas, quatro foram encaminhadas às suas cidades de origem.  Sete pessoas foram para o Centro de Acolhimento da Prefeitura, 19 foram encaminhados para o recém-criado Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps-Ad). Três foram direcionadas para as unidades terapêuticas e uma foi para Centro de Atenção Psicossocial (Caps III). Ainda de acordo com resultado, duas pessoas foram presas: uma por tráfico e outra era procurada pela Justiça. O comandante da 7ª Região, coronel Laércio Reis, informou que a operação será realizada em outros pontos da cidade, porém não revelou quais.

 

Crédito: Pollyanna Martins

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.