quinta-feira, 28 de Março de 2013 12:34h Carla Mariela

Presidente do PSDB Mulher de Divinópolis ressalta a necessidade de uma vereadora na Câmara

A convenção do PSDB de Divinópolis que aconteceu no domingo (24), pela manhã, no Edifício Costa Rangel, nomeou a nova presidente do partido. Na ocasião, algumas mulheres que fazem parte do PSDB Mulher, em entrevista a Gazeta do Oeste, se pronunciaram sobre a importância das mulheres na vida política e questionaram sobre o porquê da obrigatoriedade dos 30% das cotas para a composição das chapas durante a eleição de 2012, uma vez que com a obrigação de acrescentar a porcentagem de mulheres no partido, nenhuma foi eleita no município.


A presidente do PSDB Mulher, Vanessa de Oliveira, destacou que hoje na Câmara Municipal de Divinópolis, ao todo são 17 vereadores homens. Na sua opinião, as mulheres deveriam ser mais ativas, porque a feminilidade dentro de um partido tem a sua importância. Vanessa de Oliveira aponta que para que o PSDB tenha uma consistência de mulheres na Câmara Municipal, realmente teria que se fazer valer a obrigatoriedade dos 30% de mulheres.


A presidente do partido acredita que não há nenhuma mulher na Câmara porque para ela, o perfil masculino ainda é visto como o principal perfil na Casa. Vanessa de Oliveira ressaltou que com a sua chegada ao PSDB Mulher, ela pretende mudar a cara do partido, dando o apoio para a mulher, e convocando a participação dos homens no PSDB Mulher. “É preciso que haja um ciclo com esta mistura, do homem com a mulher, nesse sentido, haverá uma definição de que tanto as mulheres, quanto os homens podem sim chegar a algum lugar”, afirmou.


Ainda segundo a presidente do PSDB Mulher, esta é a primeira vez que ela assume a presidência do partido. Ela explicou que teve primeiramente, uma comissão provisória no ano passado, onde ela era a vice-presidente e agora com a convenção e com a comissão mais definida, ela assumiu a presidência.


A vice-presidente atualmente, do PSDB Mulher, é a Eliana Aparecida Rodrigues. Foi enfatizado por ela, que um partido grande como o PSDB, tem força e mulheres o suficiente para serem candidatas em eleições. Eliana Aparecida esclareceu que o questionamento que as mulheres do PSDB Mulher estão fazendo é ante o motivo por qual elas não estão representando a população como vereadoras. “Assim como os homens, as mulheres também devem estar preparadas. As mulheres em um partido têm que ter mais força, tem que ser contempladas, precisam entender sobre a política, refletir sobre todos os lugares das mulheres na sociedade. Elas têm qualidade de lidar com muitas coisas ao mesmo tempo, tem a sensibilidade e o profissionalismo e isso já é um aspecto importante para que a mulher esteja na política. O PSDB cumpre esta função de buscar e trabalhar as mulheres tucanas para participarem vivamente a política”, salientou.


Doralice Maria Silveira que também faz parte do PSDB Mulher há mais de 10 anos, se pronunciou para a reportagem, afirmando que não há nenhum significado à obrigação dos 30% de mulheres na composição do partido na eleição do ano passado, uma vez que no momento da votação, a mulher não teve uma cadeira reservada para a Câmara. “Os 30% deveria ter sido seguido tanto na chapa, quanto após a votação com as cadeiras para as mulheres na Câmara Municipal de Divinópolis”, relatou.


Outra mulher que foi destaque durante a convenção do PSDB, foi a Larissa Nogueira Silva, que é presidente da juventude do partido. A vice-presidente nacional do PSDB Mulher e também secretária das Políticas Públicas para as Mulheres do Estado de Minas Gerais, Eliana Piola, também estava presente na convenção.


Para esclarecer esta questão dos 30% de mulheres, estabelecido pelo TRE/MG, para as eleições de 2012, a reportagem tentou entrar em contato por telefone com a coordenadora da Zona Eleitoral 103ª, do Cartório de Divinópolis, Cíntia Greco, para que ela pudesse explicar com mais detalhes sobre as regras desta porcentagem que foi imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, mas a reportagem até o fechamento desta edição não conseguiu fazer contato com o Cartório da cidade.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.