quarta-feira, 16 de Outubro de 2013 10:54h

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL RECEBEM EQUIPARAÇÃO SALARIAL COMPLETA

Mais de 1.100 professores em atuação na educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental (PAEIAIEF) do 1º ao 5º ano, e ainda supervisores e orientadores de ensino, já estão recebendo equiparação salarial com todos os professores da rede municipal d

Mais de 1.100 professores em atuação na educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental (PAEIAIEF) do 1º ao 5º ano, e ainda supervisores e orientadores de ensino, já estão recebendo equiparação salarial com todos os professores da rede municipal de ensino.
A isonomia, como é chamada a equiparação salarial, ocorre gradativamente desde a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da Educação em 2010). Antes desta mudança, professores do PAEIAIEF (além de orientadores e supervisores de ensino) recebiam 50% menos que os cargos de Professor II (6º ao 9º ano), Educador II (6º ao 9º ano) e Educador IB (6º ao 9º ano). Agora, com isonomia, professores com mesma formação terão mesmo salário em ingresso inicial. É um importante benefício que se estende a mais de 71% de professores da rede municipal de ensino.
De acordo com o setor de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Educação, a previsão é que o salário inicial bruto do professor PAEIAIEF é de R$ 1.648,75, referentes a 154 horas de trabalho por mês ou 22h30 semanais exclusivas dentro da escola. Em março de 2010 o salário inicial do cargo PAEIAIEF era R$ 871,25, em agosto de 2011 foi para R$ 1125,00, em agosto de 2012 chegou a R$ 1.250,00 até alcançar R$ 1.648,75 em agosto de 2013. O total do reajuste salarial até a isonomia foi de 57,4%, de fevereiro de 2011 a agosto de 2013.

A atual administração, ciente da importância deste setor, tem investido na Educação além do que é determinado em lei. Em 2009 o município investiu 26,86% do orçamento na Educação, em 2010 foram 25,86%, em 2011 foram 27,11% e em 2012 foram investidos 26,94%.

A valorização dos professores, através da isonomia salarial, pode ser observada através do crescente aumento na folha de pagamento. Em agosto de 2010, quando a isonomia começou a ser paga, a folha de pagamento da Educação será de R$ 3.439.874,48, em agosto de 2011 passou para R$ 4.523.054,35, em 2012 foi R$ 4.834.357,42 e agora, em agosto de 2013, com a equiparação salarial dos professores, a folha de pagamento chegou a R$ 5.283.123,99.

Para a secretária municipal de Educação, Eliana Cançado, é um grande avanço para valorização dos profissionais e mesmo este benefício, as obras e investimentos na educação não param. “As metas da primeira gestão foram todas cumpridas e até ampliadas. Agora é consolidar os avanços e continuarmos juntos, em prol de uma educação que, já reconhecida em Minas Gerais e no Brasil, buscará ainda maior excelência. Para tal precisamos de todos e de cada um, fazendo sua parte, somando esforços, enriquecendo todo processo educacional. Nossas crianças e jovens merecem e nós, irmanados neste objetivo comum somos capazes de alcançá-lo, transformando o cenário educacional de nossa cidade”, ressaltou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.