terça-feira, 17 de Março de 2015 11:54h Mariana Gonçalves

Projeto “Começo, Meio e Fim” promove encontro social no Sagrada Família

No próximo dia 29, das 7h ao meio dia, será realizado na Rua Alzira da Fonseca- Bairro Sagrada Família, a primeira ação de 2015 do Projeto “Começo, meio e fim”

O evento será aberto à comunidade, para a criançada haverá piscina de bolinhas e pula-pula.
No dia do evento, aqueles que quiserem, podem trocar sucata por mudas de árvores, esse trabalho, em específico, será realizado por meio da parceria entre a Viasolo, Sala Verde e o Começo, Meio e Fim. A cada 4 kg de sucata ferrosa, você tem direto a uma muda de árvore frutífera.
A coordenadora do projeto, Zélia Teodoro, destaca que a ação tem o objetivo de promover a interação entre a população, e, principalmente, conscientizar as pessoas sobre o ato de cuidar do meio ambiente, começando pelo espaço em que vivemos. Além disso, a ação se propõe a valorizar a arte por meio do incentivo a produção de artesanatos com matérias recicláveis. “As pessoas não dão crédito no que é pequeno, no que é simples, porém, um pequeno ato pode fazer uma grande diferença”, pontua Zélia.
Embora o projeto já tenha alguns parceiros, a coordenadora salienta que a união da sociedade como um todo, em prol de ações como essas deveriam ser frequentes. A idealizadora do Começo, Meio e Fim destaca ainda, que a grande maioria dos investimentos feitos no projeto foram custeados pelo seu próprio bolso, mas nem por isso ela desanima. “Batalho atrás de parcerias, mas não é fácil, já gastei muito do meu próprio bolso, porém o meu objetivo é ajudar. Pessoas que têm algum serviço a oferecer, ou comércio, convido que se junte a nós, além de poder divulgar o seu trabalho ou produto, a pessoa estará ajudando a comunidade a qual está inserido (a). Claro que ela tem que oferecer algo que seja educativo, não é só chegar lá e vender a sua marca. As ações educativas podem ser de qualquer setor, não necessariamente sobre o meio ambiente”, finaliza Zélia.
A meta será percorrer todos os bairros de Divinópolis levando as ações do projeto.

NECESSIDADE

O surgimento de iniciativas que buscam cuidar da natureza é uma resposta a uma série de problemas existentes no mundo: desmatamento de florestas e matas atlânticas, poluição das cidades, do ar e de recursos hídricos como rios, lagos, lagoas e oceanos, além de atividades como a caça e a pesca predatória. Para reduzir os danos causados pelos crimes ao meio ambiente, uma atitude simples, para que cada um possa fazer a sua parte, é adquirir hábitos sustentáveis simples e eficientes. A primeira dica é realizar a separação correta do lixo orgânico, latas de alumínio, papéis e metais, para tornar possível o processo de reciclagem. É possível fazer em casa a transformação do papel usado em reciclado, ou mesmo utilizar materiais orgânicos, como restos de alimentos e bagaços, como adubo em jardins e hortas caseiras. Dessa forma, você economiza com fertilizantes e ainda diminui a quantidade de lixo a ser descartado.
Outra dica de como preservar o meio ambiente é evitar o desperdício de água, desligando a torneira em atividades diárias como escovar os dentes, lavar pratos ou se barbear, bem como fechar a válvula do chuveiro enquanto se ensaboa. Ao limpar o carro ou a calçada em frente a sua casa, evite o uso da mangueira e procure utilizar um balde com água, esponja e sabão. Por fim, procure reaproveitar a água que sobra da lavagem de roupas para regar as plantas.
Procure realizar caronas solidárias ou invista em meios de transportes menos poluentes. Andar de bicicleta ou a pé diminui o nível de emissão de gases nocivos à atmosfera e são ótimos exercícios físicos.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.