quarta-feira, 3 de Agosto de 2016 16:05h Jotha Lee

PT lança chapa pura para disputar a sucessão de Vladimir Azevedo

Forças externas tentaram interferir nas decisões do PT Municipal

POR JOTHA LEE

jotalee@gazetaoeste.com.br

 

Depois de esperar até o limite por uma decisão do ex-prefeito Demetrius Pereira, que até a 20 dias era o nome preferido do partido, o PT de Divinópolis vai oficializar na convenção marcada para amanhã as 19h a candidatura a prefeito do advogado Iris José de Almeida. De acordo com uma fonte, nos últimos dias o partido em Divinópolis sofreu uma dura pressão externa para que desistisse de lançar candidatura própria a prefeito de Divinópolis. Segundo a fonte, a pressão veio de todos os lados, incluindo deputados e até o Palácio da Liberdade. Entretanto a ala mais conservadora do PT na cidade decidiu resistir a todas as pressões e conseguiu ter a maioria que permitiu levar adiante o projeto de candidatura própria.

De acordo com a fonte, boa parte dos membros do diretório municipal está insatisfeita com o ex-prefeito Demetrius Pereira, que teria tentado armar uma dobradinha do partido com o PSD, do deputado Jaime Martins, sob orientação do governador Fernando Pimentel. Ainda segundo a fonte, tudo estava sendo costurado sem o conhecimento do diretório municipal da legenda. Garantiu, ainda, que o partido não vai rachado para a convenção de amanhã.
A divisão do PT em Divinópolis vem desde as eleições de 2012, quando o nome do então candidato do partido, o secretário nacional da Juventude, Beto Cury, não foi consenso. Naquele ano, mais uma vez o ex-prefeito Demetrius Pereira foi motivo de rusgas dentro do PT, já que manteve em suspense sua decisão até a última hora. O partido também não tem contado com o vereador Edimilson Andrade, único representante do PT na Câmara. Andrade não seguiu as orientações da legenda e durante todo esse mandato foi mais fiel ao Executivo Municipal do que ao próprio partido.

 

PURO SANGUE

 

Ontem o presidente licenciado do Diretório Municipal do PT, Renato Delgado, confirmou que o nome do advogado Iris José de Almeida será homologado na convenção de amanhã. Delgado afastou-se da presidência para disputar uma cadeira na Câmara Municipal, sendo substituído pelo ex-vereador e professor Manoel Cordeiro. Ele informou, ainda, que o candidato a vice sairá de dentro do próprio partido, ou seja, o PT lançará uma chapa majoritária puro sangue para a disputa da sucessão municipal.

De acordo com Renato Delgado até ontem a tarde o nome do vice ainda não estava definido. “Estamos conversando com três nomes do partido e vamos decidir isso até amanhã [hoje]. Não vamos antecipar nenhum dos nomes, porque pretendemos divulgar somente aquele que for para a convenção”, afirmou. Ainda de acordo com Renato Delgado, uma possível coligação proporcional será discutida na convenção de amanhã, porém está descartada qualquer possibilidade de uma aliança para a eleição majoritária.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.