sexta-feira, 15 de Janeiro de 2016 09:31h

Reunião no MP define ação contra crise no Hospital São João de Deus

Foi realizada durante toda a manhã de ontem (14), uma reunião convocada pelo Ministério Público de Minas Gerais - MPMG

Com diversos representantes e autoridades municipais e estaduais com o objetivo de discutir assuntos relacionados à crise econômico-financeira do maior hospital do centro-oeste de minas, o Hospital São João de Deus.
Estiveram presentes na sede do Ministério Público, os Promotores de Justiça, Dr. Sérgio Gildin e Dr. Ubiratan Domingues, o Deputado Federal, Domingos Sávio (PSDB/MG), o Sócio/Diretor da DICTUM, Áriston de Oliveira Silva, a Superintendente da Gerência Regional de Saúde, Gláucia Sbampato, o Secretário Executivo do CIS-URG, José Márcio Zanarde, o Secretário Municipal Saúde, David Maia, o Prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, o Assessor do Deputado Federal Jaime Martins (PSD/MG), Hélio Alves, a Procuradora Adjunta do Município de Divinópolis, Dra. Ivy Araújo de Oliveira, a Procuradora do Ministério Público do Trabalho de Divinópolis, Florença Dumont Oliveira, o Presidente da Comissão de Saúde da Câmara, Edimilson Andrade e o Presidente da Câmara de Divinópolis, Rodrigo Kaboja.


                No encontro que durou aproximadamente 4 horas, também foi pautada a carta enviada pela Ordem Hospitaleira de São João de Deus ao Ministério Público, solicitando a extinção da Fundação Geraldo Corrêa, mantenedora do Hospital São João de Deus.
                Durante a reunião, que transcorreu de forma harmônica entre os participantes, ficou definido que os representantes de cada órgão/instituição ali presentes levariam ao conhecimento do Secretário Estadual de Saúde, Sr. Fausto Pereira dos Santos, os pleitos do Hospital São João de Deus visando a manutenção dos serviços na unidade de saúde.


                Sobre a extinção da Fundação Geraldo Corrêa, o Promotor Sérgio Gildin, informou que conforme carta documentada, os Irmãos representantes da Ordem Hospitaleira de São João de Deus pretendem de fato se afastarem do HSJD, porém a decisão final sairá de um novo encontro com o Superior Provincial da Ordem Hospitaleira, Ir. Vítor Lameiras, a ser realizada no final deste mês de janeiro.


                Por fim, a direção do Hospital São João de Deus, agradeceu o empenho e a dedicação de cada um dos participantes para a solução definitiva da crise do Hospital São João de Deus. “Somente a união de todos poderá dar continuidade à esta obra tão importante para a comunidade de Divinópolis e região”, finalizou o sócio/diretor da DICTUM, Áriston de Oliveira Silva.

 

Créditos:  Edmilson Andrade

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.