quarta-feira, 23 de Dezembro de 2015 09:20h Atualizado em 23 de Dezembro de 2015 às 09:23h. Mariana Gonçalves

Revisão veicular, o primeiro passo para uma viagem segura

Aos poucos, 2015 vai se despedindo e os planos para as viagens de fim de ano começam a sair do papel

Mas antes de pegar a estrada, seja qual for o ano do seu automóvel, um dos itens essenciais é a revisão veicular. Afinal, ninguém merece ficar parado no acostamento, sob o sol escaldante, à espera do guincho, e assim, estragar aquela viagem programada há semanas.
É importante que o condutor não deixe para fazer a revisão do veiculo de última hora, pois corre o risco de não encontrar vaga em uma oficina especializada, exatamente devido ao aumento da demanda.
Conforme o mecânico, Edney Antônio dos Santos, a inspeção serve para detectar possíveis problemas, que, inclusive, podem futuramente colocar a vida do condutor e demais acompanhantes em perigo. Devem ser observadas no veículo as seguintes características: “Primeiramente pneus, estes devem estar em bom estado, pois se estiver careca, é sinal de que precisa ser trocado. Em segundo lugar, devem ser avaliados os faróis, limpador de para-brisas, que são as pestanas do vidro, seta, farol de neblina, luz de ré e lentes traseiras. Já na parte do motor, observamos a correia dentada, óleo, filtro de combustível, velas, pastilhas de freio, lona de freio e rolamentos da roda. O sistema geral de parte elétrica também merece atenção, sem esquecer é claro do alinhamento e balanceamento e se o extintor (item obrigatório no veículo) está dentro do prazo de
validade”, explica Edney.

 

 

PRAZO

Segundo Edney, para que todos os itens mencionados acima sejam observados com atenção, é necessário que o veículo fique um dia sob os cuidados do mecânico. A manutenção preventiva é a forma mais barata e eficaz para deixar o veículo em bom estado, quem tem o hábito, se sempre realizar esse procedimento, não corre o risco de serem detectados no veículo grandes problemas, o que, por consequência, não deixará o bolso arroxado. “Se você vai apenas fazer uma ação paliativa no veículo, e ver por exemplo aquilo que pode ser trocado, que já não está mais em bom estado, não é algo caro. Mas se você se descuida e fica um longo prazo sem fazer a manutenção no veículo, com certeza o custo será maior. Mas uma revisão bem feita, e dependendo do serviço aplicado, custa em torno de R$500”, complementa o mecânico.
A manutenção do carro não fica só nas mãos dos profissionais, o proprietário do veículo também deve ter o cuidado de olhar se o automóvel está equipado com as ferramentas para a troca de pneus sem esquecer de conferir a situação do estepe, até porque imprevistos sempre podem ocorrer. Também é importante que o condutor verifique os pneus do veículo já com as pessoas e as malas dentro do carro, para conferir se realmente está tudo certo em relação ao peso extra no carro.

 

IMPORTANTE

Para que o passeio seja o mais tranquilo possível, recomenda-se que o condutor faça um intervalo a cada duas horas. Ultrapassar esse tempo no volante pode favorecer a distração e o cansaço, aproveite para caminhar um pouco, e alongar as pernas. Pois mudar de posição ativa a circulação sanguínea e a oxigenação do cérebro.
Se prefere dirigir durante o dia, lembre-se que o sol aumenta o cansaço e diminui a concentração. Para aliviar o desgaste, use óculos escuros e mantenha o carro bem ventilado. Só escolha dirigir à noite se você já está acostumado, viajar neste período tem suas vantagens e desvantagens, pois a temperatura é menor, porém, o tráfego é mais intenso. Além do que, o ofuscamento provocado pelo farol dos outros carros pode desviar a atenção. Evite excesso de comida ou alimentos pesados. E lembre-se de colocar no porta-luvas do carro a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a documentação do carro, que deve estar em dia.

 

Créditos: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.