quarta-feira, 14 de Janeiro de 2015 09:32h Atualizado em 14 de Janeiro de 2015 às 09:42h. Jotha Lee

Santa Casa promete colocar em dia salários dos médicos da UPA 24h

Fundação diz que pagamento dos funcionários da unidade já está em dia

A intervenção administrativa determinada pela Justiça na Fundação Santa Casa, da cidade de Formiga, no dia 18 do mês passado, já refletiu na administração da UPA 24h, em Divinópolis. Embora Santa Casa e Prefeitura garantam que o atendimento está dentro da normalidade, antigos problemas continuam gerando reclamações.
O acompanhante de uma paciente que passou o final de semana na unidade garante que a situação está um verdadeiro caos. “Pessoas sendo atendidas nos corredores, falta de médicos para atender pacientes, demora, a situação é a mesma que ocorrida no antigo Pronto-Socorro”, garantiu.
A administração da UPA nega essa situação e diz que isso ocorre em dias de aumento acima da média da demanda. Em situação normal, garante a administração, o atendimento é feito de forma rápida e eficiente. Garante, ainda, que há médicos suficientes para atender à demanda de rotina, podendo ocorrer atrasos em situações pontuais, com aumento de pacientes provocado por algum fator atípico.
Além da questão do atendimento, outro fator preocupante está relacionado ao salário de funcionários e médicos que prestam serviços à unidade. Logo após a intervenção, as contas bancárias da Fundação Santa Casa foram bloqueadas pela Justiça. Em dezembro, a diretora administrativa de apoio da Fundação, Marianna Xavier, expediu ofício informando que em função do bloqueio das contas bancárias “todos os pagamentos de fornecedores, médicos e coordenações” foram inviabilizados.

 

REGULARIZAÇÃO
Com o desbloqueio das contas, a situação começa a se normalizar, mas ainda há atrasos. Ontem Marianna Xavier informou à Gazeta do Oeste que os pagamentos de funcionários e fornecedores da UPA em Divinópolis já estão regularizados. Entretanto, os médicos que prestam serviço à unidade ainda estão sem receber. Ela garantiu que a Fundação Santa Casa está trabalhando para normalizar esta situação, o que pode o ocorrer já nesta semana.
Ainda não se sabe qual a real situação financeira da Fundação Santa Casa, pois duas equipes de auditoria não concluíram o levantamento solicitado pela Comissão Interventora para apontar o tamanho da crise. Mariana Xavier assegura que as prioridades são os pagamentos a funcionários, fornecedores e médicos para garantir a continuidade do atendimento.
Sobre a UPA 24h, ela garante que a situação está absolutamente normal. “Estive em Divinópolis duas vezes e pude comprovar que a UPA trabalha dentro da normalidade, não havendo nenhum descontrole na parte administrativa. Não houve nenhuma alteração na rotina de trabalho e em nenhum momento a intervenção na Santa Casa causou maiores transtornos no atendimento à população. Quanto aos salários dos médicos, certamente ainda essa semana vamos regularizar a situação”, garantiu.

 

Crédito:
Legenda: Fundação Santa Casa garante que situação é de normalidade na UPA 24h

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.