São Bento Menni apresenta nova marca nesta quinta-feira.

A partir de agora, o Centro de Saúde passa a ser um Hospital. Novo site também entra no ar nesta data.

10 JUN 2021

Em comemoração aos 140 aos da Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus e dos 40 anos de fundação do Centro Integral de Saúde São Bento Menni em Divinópolis, a instituição realiza nesta quinta-feira, 10, a transição de sua marca: a partir de então, o Centro Integral de Saúde São Bento Menni passa a se chamar Hospital São Bento Menni.

De acordo com a superiora local do hospital, Irmã Luzia Guadalupe, vivemos em constante evolução e transformação, o que nos permite aprimorar, modificar e melhorar nossas ações e a forma de ver o mundo. Mas o que não muda nos valores do São Bento Menni é o espírito transformador, acolhedor e hospitaleiro que é a marca registrada em todo mundo há mais de 140 anos e em Divinópolis por 4 décadas.

“Com o coração transbordando de amor, celebramos a transição da nossa marca. Esta mudança busca amplificar todos os serviços ofertados em nossa unidade, que atua com um corpo clínico multidisciplinar para o atendimento à saúde mental e também consultas eletivas e ambulatoriais nos mais diversos segmentos. Queremos expandir ainda mais nossa abrangência e levar saúde mental a toda nossa região Centro-Oeste mineira”, destaca.

Logotipo
O logotipo permanece o mesmo:  um coração, desenvolvido em 1998. O ícone tem sido desde sempre o símbolo da hospitalidade. Ele exprime a história da Congregação e a sua novidade visual tem a capacidade de a tornar altamente eloquente face à cultura dos nossos dias. A força de sua beleza aflora rapidamente os olhos; a natureza elementar do seu traçado evoca instintivamente a Instituição, a sinfonia das suas duas cores fica gravada como uma característica da Identidade Hospitalar.

“Assim como afirmou a irmã María Camino Agós, Madre Superiora Geral em 2011, o serviço hospitalar é um exercício de amor efetivo face ao mundo do sofrimento psíquico. Assim o entenderam os nossos fundadores porque a missão veio do coração entregue por amor d’Aquele que passou curando para fazer o bem. A nossa Missão partilhada mantém e projeta para o futuro essa mesma finalidade de cura informada pelo amor. E é por esse serviço de amor e hospitalidade que seguimos”, enfatiza irmã Luzia.

Comemoração
Na quinta-feira, uma Celebração Eucarística com a presença do Bispo Diocesano, Dom José Carlos, e de representantes da Província da Congregação das Irmãs Hospitaleiras será realizada às 7h na Catedral do Divino Espirito Santo. Nesta data, um novo site e a identidade visual da instituição estarão presentes nos canais de comunicação da instituição.

© 2009-2021. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.