quinta-feira, 7 de Maio de 2015 10:50h

Saúde alerta sobre a febre zika

Na semana em que o Ministério da Saúde divulgou dados alarmantes da situação da dengue no país, com mais de 745.957 casos notificados desta doença, uma informação encaminhada às autoridades sanitárias do país acende ainda mais o sinal de alerta

Trata-se da febre zika, doença emergente no Brasil, e que já apresenta ocorrência confirmada no estado da Bahia e  com suspeita clínica em outros estados do Nordeste.

De acordo com a nota técnica emitida pela Secretaria de Estado de Saúde do Governo de Minas Gerais, o vírus causador da febre zika já teria atingido 3,5 mil pessoas na Bahia. A doença é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti e outros da mesma espécie, provocando um quadro semelhante ao da dengue.  Os pacientes podem apresentar sintomas como febre, diarreia, dores e manchas no corpo.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), as primeiras pesquisas revelam que o novo vírus é mais fraco e os sintomas mais brandos que a dengue e febre chikungunya. Até o momento não há vacina ou medicamento preventivo para o vírus zika e o tratamento é sintomático.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.