segunda-feira, 22 de Junho de 2015 13:47h

“Saúde Certa” quer estimular a alimentação saudável e prática de exercício

Vinte e uma pessoas foram selecionadas e passaram por avaliação médica

O Projeto Saúde Certa, desenvolvido pela Prefeitura de Divinópolis, começa a ser desenvolvido entre usuários da Estratégia Saúde da Família (ESF) “Morada Nova”. A proposta da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) se consiste em um programa de acompanhamento clínico, laboratorial, nutricional e físico por um período de três meses e 21 usuários da ESF. Eles passaram por uma avaliação médica e física e se comprometeram, durante três meses, a participar de caminhadas semanais durante três vezes por semana. Além de realizarem, semanalmente, avaliação peso, pressão arterial (PA) e passarem por orientações nutricionais em grupo.

Nesta segunda-feira (29/06) acontecerá na ESF Morada Nova um encontro com as 21 pessoas que participam do “Saúde Certa”. A médica desta unidade, Flávia Rachid Amaral, irá fazer a distribuição das dietas sugeridas para cada participante. A dieta foi composta levando em conta as necessidades de cada participantes, apontadas na avaliação que cada um fez para ser inserido neste projeto. Foram considerados elementos indicados em exames e no peso alterado.

Neste mesmo dia, os participantes terão dicas de alimentação saudável. Receberão informações sobre a composição de pratos que proporcionem uma alimentação mais balanceada e nutritiva. Somado a isso, serão repassadas algumas dicas que permitem extrair o máximo de vitaminas do alimento e alternativas, por exemplo, ao uso de frituras no preparo de determinados tipos de alimentos. Este encontro, além da teoria, terá aspecto prático abordando o preparo e conservação de alimentos.

Com a avaliação feita e orientações repassadas a todos, o “Saúde Certa” terá início em 6 de julho no Parque de Exposição, onde será o ponto de partida das caminhadas. No local serão repassas informações quanto à prática de atividade física, alongamentos e ginástica laboral. Um ponto interessante deste projeto é que uma vez por mês, em uma das caminhadas semanais, a médica responsável por este grupo acompanhará os participantes. Nos demais dias, serão orientados por fisioterapeuta e agentes comunitários de saúde que também serão orientados.

Antes das atividades físicas, será feito avaliação da presença que é requisito indispensável para os escolhidos em participarem deste projeto. Aquele que se ausentar por motivo não justificável será desligado do “Saúde Certa”. Antes das atividades físicas serão aferidas, ainda, a pressão arterial e peso do paciente. Serão repassadas orientações nutricionais e distribuição de dieta semanal.

“Participam do ‘Saúde Certa’ pessoas com problemas alimentares, de peso ou que apresentem outros males que comprometam a saúde. Ao estimulá-las à prática da boa alimentação e de atividade física a equipe envolvida no projeto quer garantir uma melhor qualidade de vida e que estas pessoas sirvam de exemplo para outras”, destaca a referência de gestão do ESF Morada Nova, Telma Alves Pinto.

Os 21 usuários que participarão do “Saúde Certa” tem em média 40 anos e muitos apresentam doenças preexistentes como diabetes, hipertensão, obesidade e depressão. A participação neste projeto é um suporte no tratamento destas enfermidades.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.