quinta-feira, 21 de Janeiro de 2016 09:22h Mariana Gonçalves

Secretaria de Saúde desmente boatos de Zika Vírus em Divinópolis

Além das chuvas que estão ‘tirando’ o sono dos divinopolitanos, um boato evidenciando um possível caso de Zika Vírus no município chamou a nossa atenção, devido principalmente ao reboliço gerado nas redes sociais

Segundo as informações repassadas pela internet, no município, havia sido registrado, na madrugada de ontem, o primeiro óbito por Zika. A vítima seria um homem de 44 anos, internado no Hospital Santa Mônica.
Mediante tais informações, nossa equipe de reportagem acionou a assessoria de comunicação da Prefeitura, que informou não haver nenhum registro na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) sobre óbito relacionado ao Zika Vírus. A assessoria frisou ainda que, em circunstâncias como essa, é um procedimento obrigatório por parte do Hospital e do médico que registrou a morte do paciente, informar ao município a suspeita do vírus.
Em contato com o setor epidemiológico da Secretaria Regional de Saúde em Divinópolis, fomos informados que, de fato houve, o óbito descrito no inicio da matéria, mas segundo prontuário médico, a morte foi ocasionada pela Síndrome de Guillain-Barré (uma doença autoimune, que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso por engano).
Há poucas semanas, o Ministério da Saúde confirmou que a infecção pelo Zika Vírus pode provocar também a Síndrome de Guillain-barré. Porém, nesse caso específico do paciente citado por esta reportagem, a Secretaria Regional de Saúde nega que o problema tenha ligação com o vírus.

 

 


MICROCEFALIA EM MINAS GERAIS

O número de casos de microcefalia em investigação em Minas Gerais caiu de 19, na semana passada, para 7, segundo boletim epidemiológico divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG). Depois de quinta-feira, quando foram confirmados dois casos de Zika Vírus no estado – um recém-nascido, que também está com suspeita de microcefalia em Curvelo, e uma gestante de Ubá – saíram os resultados de mais 10 investigações: todas negativas. Até ontem, haviam sido notificados 55 casos no protocolo de monitoramento da microcefalia no estado. Desse total, dois estão confirmados, sete seguem em investigação e 46 foram descartados. Hoje, o Ministério da Saúde divulgará os dados nacionais, mas só em Pernambuco, que lidera os casos, são mais 70 casos notificados em uma semana.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.