quinta-feira, 23 de Julho de 2015 10:40h Atualizado em 23 de Julho de 2015 às 10:41h. Pollyanna Martins

Secretarias municipais promovem ações no Alto São João de Deus

Secretarias Municipais de Operações Urbanas e Saúde realizaram as ações em parceria com a Polícia Militar (PM)

As Secretarias Municipais de Operações Urbanas (Semop) e Saúde (Semusa) realizaram ontem ações no bairro Alto São João de Deus, em parceria com o Grupo Especializado em Policiamento em Área de Risco (Gepar) da Polícia Militar (PM). A força-tarefa envolveu 80 profissionais, entre agentes de saúde, servidores públicos de diversos setores da Prefeitura, policiais militares e equipe de voluntários. A Semop executou capina, varrição, recolhimento de entulhos e poda de árvores, enquanto a Semusa realizou visitas domiciliares para prevenção e controle da dengue no município.
As ações começaram às 8h e terminaram às 16h. Segundo o secretário municipal de Operações Urbanas, Dreyfus Rabello, a previsão é que as ações continuem hoje, durante todo o dia. “Eventualmente, a ação pode terminar hoje [ontem], mas vai depender da evolução do serviço. Foi feito uma parceria com Gepar, que nós fazemos todos os anos, de uma manutenção massificada, para dar uma higienizada no local”, informa.
De acordo com o secretário, o mutirão foi necessário porque ao longo do tempo as casas do bairro foram reformadas e, com isto, acumulou entulho no local. Para que a ação alcançasse maiores resultados, foi feita então a parceria entre os órgãos. “Muitas pessoas fizeram muitas reformas em suas casas e, até por uma condição econômica, demora-se muito a retirada do material de entulho, e acumula muita sujeira na comunidade, que é o que produz muita doença. Fizemos então a parceria entre a Semusa, a Semop, a Defesa Civil e o Gepar”, detalha.
A Semusa realizou a retirada de focos do mosquito da dengue e a Defesa Civil avaliou as condições das casas para o risco de desabamento. “Não houve nada que evoluísse para um risco iminente de desabamento, está bem preservado, e isto nos levou a uma tranquilidade razoável”, informa. Sobre a presença do Gepar, o secretário explicou que a PM estava para dar segurança à população. “A Polícia Militar é parceira da população daquela localidade, ela está sempre presente. Quando eles entram com a gente na comunidade não é nem para dar segurança, é para apontar possíveis pontos de maior necessidade de limpeza.”

 

PM
O tenente Geisimar Gonçalves Maia acompanhou as ações e informou que, ao todo, seis militares ficaram no local. De acordo com o tenente, não houve nenhum incidente durante os trabalhos das secretarias. “O aglomerado tem estado bastante tranquilo, o controle e a redução dos índices criminais tem sido bastante favoráveis, e a nossa presença é para trazer uma tranquilidade para o pessoal trabalhar. Tudo está sob controle.”

 

Crédito: Pollyanna Martins

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.