quarta-feira, 16 de Setembro de 2015 09:58h Atualizado em 16 de Setembro de 2015 às 09:59h. Lorena Silva

Segurança pública é tema de audiência em Divinópolis

Com a finalidade de debater questões relacionadas à segurança pública e a sensação de falta de proteção no município por parte dos cidadãos, uma audiência pública foi marcada para esta quinta-feira, às 19h, no Plenário da Câmara de Divinópolis

O requerimento da audiência partiu das Comissões Permanentes de Participação Popular e de Direitos Humanos e Defesa Social.
De acordo com o presidente da Comissão de Participação Popular, Edimar Félix, a ideia de se discutir a questão da segurança veio de um pedido colocado em uma urna do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC), que recebe sugestões de quem frequenta a Câmara. No pedido, o usuário Isaac Medeiros Amaral propôs à Comissão de Participação Popular que promovesse a discussão.
“Os cidadãos de Deus de Divinópolis não podem nem tomar uma cerveja nos bares com medo de assalto. O comércio está sofrendo com a falta de segurança, assassinatos estão ocorrendo à luz do dia. Um verdadeiro faroeste. Basta, o povo quer participar”, diz a solicitação. Segundo Edimar, a sugestão foi levada ao presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa Social, Hilton de Aguiar, que concordou em solicitar a audiência.

 

ASSUNTOS DEBATIDOS
Segundo Edimar, a sensação de insegurança da população – principalmente a que vive em bairros afastados da área Central – e dos comerciantes, de um modo geral, será a base das discussões da audiência. “Entendemos que no Centro da cidade há uma forma mais efetiva, por parte da segurança, através do Olho Vivo, mas em relação aos bairros isso deixa a desejar e o pessoal pede socorro”, pontua o vereador.
Edimar ressalta ainda que, neste momento, a participação da população é de extrema importância. “É um assunto que aflige toda a população divinopolitana e por esse motivo é muito importante a participação popular. Acho que é momento da gente unir forças no sentido de tentar, juntamente com as forças de segurança, encontrar o melhor caminho para tentar minimizar o problema da violência no nosso município.”
Para participar da audiência, foram convocados representantes da Prefeitura; do Judiciário; Promotoria; da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp); Polícias Federal, Civil e Militar; Associação Comercial, Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), além de todos os vereadores.
 

Créditos: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.