terça-feira, 6 de Outubro de 2015 09:51h Atualizado em 6 de Outubro de 2015 às 09:53h. Mariana Gonçalves

Sem sinalização, vias continuam representando perigo à população

A falta de sinalização na Rua Jesus Jota, no bairro Interlagos, é motivo de reclamação por parte da população há meses

A via é o principal acesso de ambulâncias para a UPA 24h, o local não possui nem quebra-molas, muito menos placas de sinalização em cruzamentos, constantemente, são registradas batidas e até atropelamentos nessa rua, pois os condutores trafegam em alta velocidade no local. A Jesus Jota foi asfaltada há mais de um ano, e na ocasião, a Prefeitura alegou que em breve seria feito a sinalização, no entanto, isso até hoje não ocorreu. A população já realizou diversos protestos no local, conforme a dona de casa, Maria Conceição, a via tem tirado o sono da população. “Aqui eles já descem lá de cima ‘voando’. Só passam aqui correndo. Depois que colocaram o asfalto aqui, acabou o sossego. E tem muitas crianças que passam aqui para ir para a escola, então o movimento é muito grande. Além disso, quem dorme nos quartos da frente aqui de casa, não tem mais sossego também. Os carros começam a passar correndo aqui antes mesmo das 5h”, relata.
A população do bairro Padre Eustáquio também não está nada satisfeita com a falta de sinalização nas ruas José Teodoro Ferreira e Montreal, conforme relato de moradores locais, acidentes nesses locais também são constantes. Nossa equipe de reportagem esteve no bairro para alguns registros fotográficos e realmente comprovamos que os veículos passam por estas duas vias em alta velocidade, tanto que veículos de pequeno e grande porte utilizam uma velocidade bastante significativa para trafegar no local.

 

 

PROJETO

Em resposta, a Prefeitura afirmou que está sendo elaborado um projeto de sinalização por meio da Usina de Projetos, para as vias citadas na matéria. No entanto, o órgão alegou que não sabe ao certo quando esse projeto será executado.

 

Créditos: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.